segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Árvore bendita

A figueira começa agora, generosamente, a oferecer-nos os figos mais perfumados e saborosos do mundo

7 comentários:

GR disse...

Quem me dera ser um pássaro, voava até essas bandas e comia alguns figos!
Deixava também para vocês (claro!) e para os amigos que por lá passam.
Que bem sabe nas noites de Verão, uma tertúlia com os amigos e suculentos figos acompanhar. Entre o silencio das palavras o ron-ron do Mounty!
A foto parece real!

GR

Rosa dos Ventos disse...

De facto é coincidência ou é simplesmente Setembro que nos traz este fruto tão delicioso, levando-nos a olhar para as figueiras como Eva olhou para a macieira...
Se a vizinha é simpática apanha bastantes e faz doce.
Não é preciso tirar a casca, fica assim uma coisa deliciosa e então com requeijão...experimenta!
Abraço e boa Festa!

justine disse...

Rosa,obrigada pela receita. E este ano, não apareces na Festa? Há, entre muitas outras coisas, o Manel Freire a cantar Adriano.

GR,encontramo-nos no próximo fim de semana?

Rosa dos Ventos disse...

Este ano não posso ir à Festa!
Estarei de 6 a 11 em França com o coro a tentar não desafinar muito!
Abraço

mounti disse...

Ia a passar e eu, que sou contra todas as injustiças e maldizeres e intriguices, enão resisti a um comentário, a propósito deste teu post e do post da rosa dos ventos:
com as teologices e outras aldrabices se dá cabo da reputação de uma árvore de que tanto se gabam os frutos!

justine disse...

Por isso mesmo,Mounti, eu lhe chamo árvore bendita, contrariando essa má fama bíblica, que não é nada adequada!

Betinha disse...

O que gosto de figos! Infelizmente não tenho figueira... antes havia uma enorme e deliciosa, mas depois cortaram-na! Acho mesmo que tenho de ir "roubar para a estrada"!