segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Jardim de inverno


Nem a luminosidade dos dias, belos e transparentes, faz esquecer este frio cortante que nos convida a hibernar. Ou a emigrar para sul, como as aves.

10 comentários:

mountolive disse...

Pois... 11 horas a voar!

Chat Gris disse...

:)
Que lindo!
(olha cá, será que podias mandar-nos o teu email?...ou pô-lo disponível no blog?)
Beijinhos.

GR disse...

A fotografia retrata a melancolia dos infindáveis meses de Inverno.
Faz-me lembrar o manto branco da morte, do frio, do nada!
Que bom poderem virar costas a esta maldição que é a neve!

Que o Sol vos sorria e o calor vos abrace!

GR

Maria disse...

Mesmo branquinho da geada....
Pois....
Qua a terra vermelha vos aqueça os pezinhos.....

Rosa dos Ventos disse...

Mas o jardim e o Mounty cá ficam à vossa espera...
E eu também!

Abraço

Justine disse...

Amigos, ainda por cá ficarei ao frio mais 3 dias, mas em contrapartida são mais 3 dias com o calor da vossa companhia!

Chargris, o meu mail já está disponível no blog(podes também usar o mariarodrigues@clix.pt)

bettips disse...

Mas fica tão lindo... Intimo olhar. Ah...é verdade, a viagem! Todo o meu afecto e uma certa "inveja"... não maldosa, não! Daquela que pica e passa.
Que o SOL vos ilumine. Obg pelas palavras confortáveis! Bjinhos

bettips disse...

A planta é mesmo uma planta da América Central - russelia equisetiformis - ou chuva de coral. É essa que quis mandar!

Boa Lingua disse...

Boa viagem e bom calor!
Beijos

Justine disse...

Bettips, a chuva de coral é lindíssima. Se algum dia "calhar em caminho", ainda te peço uma haste para tentar multiplicá-la no meu jardim.