segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

A tortura do louva-a-deus







Hoje estás a exagerar, Donaminha! Hoje até podias ter posto um poema, ou uma flor, ou até outro gato, que eu não reclamava. Era escusado mostrares este jogo... isto é coisa íntima, cá de casa!
Enfim, já que está publicado fica publicado, mas não mostres a última cena por favor, pode haver crianças a visitarem o blog...

.
Stardust -Stéphane Grappelli

56 comentários:

faz-de-dono disse...

Louva-a-deus? Não seria melhor valha-o-deus?
De qualquer modo, sou testemunha que aquilo era só para brincar...

Desculpem lá o comentário tão rápido, tão em cima do acontecimento... mas estava aqui mesmo ao pé, ou à mão de teclar!

pinguim disse...

Por vezes os gatos nas suas "brincadeiras" com os bicharocos que apanhan, são mesmo cruéis e...sádicos: preferem a morte lenta!
Beijinho.

mdsol disse...

Como consegues transformar o trivial numa coisa bonita! És uma artista! És mesmo!
beijinho
:)))

mariam disse...

xiiiiiiii, Mounty! tadinho do insecto!
mas.... é a vida! ah pois é!

bom feriado Justine, extensivo aos seus.

um sorriso :)
mariam

Paula Raposo disse...

Gostei do teu post!! Beijos.

Violeta disse...

E depois não vai oferecer-te o trofeu?
Zoe quer voar para apanahr a aranha - a josefina - na teia.
São terríveis, ams tão qeridos...

Maria disse...

Este Mounti é delicioso...
"Faz-se à vida" de uma maneira muito própria...

Um beijo

Tinta Azul disse...

Louvados sejam os deuses!

:)))

BlueVelvet disse...

Mounty,
coisa mais feia! Sei que estavas num momento íntimo, mas mesmo assim. rsrsrs
Ó Donadele, e não foste lá salvar o louva-a-deus?
Beijinhos

~pi disse...

algo que me é muitO familiar,

neste caso a caça

é nos vidros,

ai...............



beijo



ps essa pedra da tortura é linda!



~

~pi disse...

olhei melhor e nem sei se é mesmo pedra,


bem a ouvir grapelli já não importa, :)

salvoconduto disse...

Genial, Stéphane Grappelli!

mfc disse...

É superior ao gatito ver alguma coisa a mexer e ficar quieto...
É a lei da vida.

hfm disse...

Fiquei ouvindo e olhando... tudo tão natural!

vida de vidro disse...

Mounty, que mauzinho! A minha gatinha também tem essa mania com qualquer insecto que encontra. E é só para brincar. Só que é uma brincadeira letal... :))**

Eyes wide open disse...

Ooohhh Mounty... já andava com saudades de te ver por aqui... o que andaste tu a fazer com o bicharoco?! Porta-te bem...


:)*

Vieira Calado disse...

Louvado seja Deus!

;;;;;

Pois seria um grande prazer conhecê-la pessoalmente.
E prometo-lhe uma surpresa...

Bem haja

mac disse...

O jogo da caça por vezes pode parecer cruel, mas esta é a delícia dos gatos: no seu interior mantêm-se bem selvagens.

mundo azul disse...

...sabe, somos budistas e sempre que podemos evitar que nossa gatinha judie de um bichinho, assim o fazemos...

É um tal de salvar lagartixas, mariposas e até filhotes de pássaros que abundam em nosso quintal!

Beijos de luz e o meu especial carinho!!!

intimidades disse...

instinto puro

Jokas

Paula

Fernando Samuel disse...

O Rei está cheio de razão - como sempre...


Um beijo.

Patti disse...

Com essas brincadeiras, até o louva-deus prefere a morte nas 'mãos' da sua fêmea.

Anónimo disse...

Como te percebo, Mounty. Esses aviõezinhos dão cá uma luta. Depois ficam sem graça, muito parados. Nunca percebi...

A tua amiga

OIN

Teresa Durães disse...

bom, faz parte de um gato (e do instinto da natureza) caçar. Apenas tem-se de aceitar as regras da vida

poesianopopular disse...

Como te atreves gato?
...E agora...quem vai preencher este vasio, de -1 ?
Abraço

Chat Gris disse...

:)
Porque é que isto me parece tãooooo familiar?...

Lúcia disse...

Esse gato é macaco...:)

jawaa disse...

É a lei da vida, matar para não morrer... de fome. É isso, Mounty?
O teu amigo cá de casa anda «determinado» a caçar um belo pisco de peito ruivo, mas não tem sorte nenhuma pois ele é ladino como o pardal do Torga.
Mas tu ainda fazes essas coisas na intimidade, o CG partilha tudo o que acha, traz para dentro da casa da «avó» tudo o que apanha, de lagartixas a pardais e é tão sádico como tu...!
Sinal de vida, bichano lindo, mas diz por aí à donatua que essa louva-a-deus deve chamar-se mariposa...
Bjinho

mena m. disse...

A esse não houve deus que o safasse...

Mas sei que não é crueldade, Mounty, é o instinto e apesar de seres um gato erudito, não lhe podes fugir...

Um abracinho

tinta permanente disse...

Valha-lá-qualquer-deus que nesta refrega o resultado foi o normalmente esperado. Porém, às vezes, o resultado é contrário à regra...
E digo-te 'meu caçador de trazer por casa' que, se assim fosse, muito mianço a tua dona ia ouvir!...

abraços!

1/4 de Fada disse...

Mas o que é que se espera de um gato que se preza? É caçador, claro, não te envergonhes.

Maria P. disse...

Gato é gato:) mas imagino a última cena...


Beijinhos*

Idun disse...

ora, mounty! deixa-te de acanhamentos. lá pelo nosso jardim, cenas destas são "o parto do dia".

mas, sabes? acho que te devias dedicar um pouco, também, à poesia, como nós...

marradinhas afectuosas

Idun disse...

" o parto do dia", não! o "prato do dia", era o que eu queria escrever.

viajante disse...

Gatos,gatices e outras meiguices..,
Um abraço.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Louva a deus a morrer às patas de um gato. Triste sorte!
As imagens são belíssimas,dando a sequência perfeita. E fez bem em não publicar a última, porque assim ficamos todos a pensar que o bicho se safou!

Duarte disse...

Estou convencido de que não foi mais do que uma brincadeira, sem medir forças, nem dimensões. Tudo o que voa atrai aos gatos e o que é de estranhar é que a libélula tenha estado tão estática, coisas da natureza!
Boa sequência fotográfica.

Um abraço

' Rôh disse...

uahauhau. ótimo ótimo ótimo. ;D

Utopia das Palavras disse...

Que fazer?
Neste jogo, ganha sempre o mais rápido!

Beijo

Carla disse...

eheheheh que belo jogo...ou será tortura?
beijos

delicata disse...

Vou aprendendo a "ver-te", Zé. Como é bonito o que escreves sobre a trivialidade da vida :-))
beijo

Van Dog disse...

Esse vosso instinto de caça...

Mounty disse...

Repondo a verdade:
numa mensagem privada, com que demonstrou a sua gentileza e elegância (alías, apanágio das gatas...), a minha amiga OIN chamou-me a atenção para o facto do insecto que eu tortur...isto é, o insecto com que brinquei ser uma libelinha/libélula, e não um louva-a-deus!
A Donaminha está envergonhadíssima com a sua ignorância:))

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Justine, gostei do teu post...Belas fotografias...
Beijos

greentea disse...

os "meus" abandonados da rua já cçam pardais e ratos, louva-a-deus nunca os vi (por enquanto...)
parece que o restaurante serve bem e cada vez vão aparecendo mais pois a comida desaparece num ápice.
Pobrezinhos ... com este frio!

samuel disse...

Bem... pode dizer-se que os "Louva-a-Deus" já estão habituados... mas para cada um, é sempre a primeira (e última) vez.

bettips disse...

O que me apetece dizer: deixa lá, o "louva" era um capacho, um fascista, um mão sempre erguida no ralho, um saltitão, um louvaminhas.
Fizeste bem, Mounty.
Quisera podermos fazê-lo.
Bj

JPD disse...

Esta providência cautelar deve ser respeitada.

Um bom editor, cuida da sua edição.
Serenamente
Bjs

Rosa dos Ventos disse...

Quem mandou o tolo do louva-deus meter-se no caminho de quem está serenamente na vida, desde que não provocado?

Festinhas para ti, Mounty e um abraço para a Donatua, diz-lhe que estou exausta, que vou de novo dormir na casa de onde saí há cinco anos, que ainda está tudo de pernas para o ar e que as gatinhas já se encontraram com o "malvado" Petrus.
Veremos como vai ser a noite...

Sal disse...

ih ih ih!!!
Gaaaaaato!!!
ai ai ai

cristal disse...

Já tinha lido mas não tinha tido tempo de comentar. E que é que falta dizer quando já se vai ultrapassar o meio cento de comentários??? Só espero que não deixes de fazer o que é da tua natureza fazer com os insectos que se intrometem no teu caminho. Assim como assim eles continuam sendo a maior parte da biomassa da terra. Um a mais ou a menos não faz tanta diferença. Há humanos que se "divertem" assim com os humanos mais fracos e... também há quem ache que não faz diferença!!! Isto é que é grave e preocupante.

Alien8 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
legivel disse...

... bem te preveni Mounty. Lamento ver-te na apresentação dum filme de série B, quase sem diálogos, nada de sexo pouco explícito e montes de sangrentas cenas de violência. Vá lá, que tiveste o bom senso de esconderes a moto-serra. Que eu já li o guião e sei que é com ela que vais estraçalhar o "helicóptero"

(Vai para a sala dos brinquedos Laurinha! Não te quero aqui no escritório!)

Era a minha filha. Se ela visse isto chorava que era um desatino. Agora meteu-se-lhe na cabeça que há-de ser aviadora...
Dá cumprimentos a tuadona e vê lá se arranjas um contrato para uma comédia musical, género "Miando à Chuva"...

Anónimo disse...

Querido Mounty,obrigado pelas dissertações que fizeste os teus admiradores criarem (penso fazer uma súmula só para mim).Acho que não fizeste nada de reprovável para que tua consciência te condene !Afinal ninguém captou o momento da destruição da libelinha e se ela tem asas,que as use,não seja vaidosa a apresentar as filigranas das mesmas mesmo a possíveis inimigos.Beijocas Kincas
tão rente ao chão

Lola disse...

Justine,

Pois tenho pena do insecto, mas é impossível explicar a 1 gato que não faça o que o instinto lhe manda.

Oa cá de casa também fazem o mesmo, e depois de tantos anos, ainda não consegui convencê-los...

Beijos a ti e ao Mounty

PS: O comentário eliminado é meu. Acabei a comentar em outro nome, porque não estava no meu computador e esqueci-me de mudar a identidade:))

Mais beijinhos

GR disse...

Fiquei tão perturbada com a foto que coloquei o meu comentário, no post posterior e fui injusta contigo, dizia;

Mounty,

Onde estará o meu comentário escrito há vários dias???
Fugiu?!!!
Fico tão tonta quando fazes estas coisas que nem sei onde o coloquei.
Até a fazeres maldades és lindo.

GR