sexta-feira, 26 de março de 2010

Evidência

A folha cai do seu ninho, madura e pronta para outros voos.


Ao recebê-la na terra, os pequenos habitantes do rés do solo adoptam-na e fazem dela seu amparo e alimento.

Por fim, esgotada e feliz, a folha servirá de húmus a novas folhas que hão-de nascer.
Natural transformação. Magnífico equilíbrio.
.
Evidence, Thelonious Monk, Solo 1954

33 comentários:

Maria disse...

Mais uma vez a Natureza a cumprir-se!
Belas as tuas imagens e palavras, de tanta ternura.

Abraço.te

Alien8 disse...

Belas fotos, Justine, e um texto com o equlíbrio adequado. Melhor evidência não poderia haver.

Um abraço.

Fernando Samuel disse...

Os habituais ciclos da mãe-natureza...

Um beijo.

Rui Fernandes disse...

É maravilhosa a alquimia do carbono. Beijinhos.

Nilson Barcelli disse...

Até a morte traz renovação...
Belas fotos e palavras. Gostei imenso.
Querida amiga, bom fim de semana.
Beijos.

Afranio do Amaral disse...

Eu são esa folha em toda a sua evidencia.

Fa menor disse...

É! Na natureza nada se perde, tudo se transforma!

Beijinhos

VANUZA PANTALEÃO disse...

Folhas novas sempre renascerão com a força da vida...
Gostei do teu comentário na Lilás e aqui estou.
Estou feliz com tudo o que vejo e leio. Parabéns!!!

Lídia Borges disse...

Maravilhosas, as imagens!

Nas palavras,o ciclo natural da vida...
Nada se desperdiça, tudo se transforma.

intimidades disse...

heh vou precisar de descancar e do fim de semana:)

a maravilha da natureza , tudo e aproveitado, nada e desperdicado

beijos
Paula

Lilá(s) disse...

É evidente esta constante renovação da Natureza, e em pequenos pormenores está encanto!
Bjs

Há.dias.assim disse...

É assim a natureza, sem intervenção humana...
Bom domingo!

Sofá Amarelo disse...

Um fantástico acompanhamento daquilo que no fundo é a Vida: dádiva e renovação! Tudo é imortal, desde que se considere que quem parte se transforma noutra qualquer coisa...

Muitos beijinhos. Bom Domingo.

Rosa dos Ventos disse...

O ciclo da Natureza muito bem documentado!

Abraço

mdsol disse...

Beijinhos a correr cá de longe

:)))

samuel disse...

Num ciclo tão natural que quase nos convence que é eterno...

Beijo.

salvoconduto disse...

Cá para mim alguém queria fazer dela um naperom.

Boa semana.

legivel disse...

... a natureza, por si só, é um ciclo poético de naturalidade. O Homem, com as suas conflitualidades, esfalfa-se a argumentar que a monotonia não faz bem à saude.

(que raio de pensamentos estes, logo pela manhã... )

A.S. disse...

Justine,

O ciclo da Naruteza é perfeito! Lamentavelmente, nós é que por vezes interferimos com ele.

BeijO
AL

VANUZA PANTALEÃO disse...

Maravilhosas afinidades temos, amiga e vamos mantê-las. Ah, como fico feliz ao encontrar pessoas assim!
Lembranças para o seu filho de Amsterdam!

Uma semana super inspirada!!!Bjsss

Licínia Quitério disse...

Como um arco maravilhoso sem princípio nem fim. E a folha tem uma forma soberba.

Beijinho.

Pitanga Doce disse...

Aqui as folhas já começam a cair. No fim de tarde é lindo de se ver! É Outono! É um tapete delas.

beijos e Sol!

o do quintal com folhas secas disse...

As folhas secas caem, são alimento, pisadas, esmagadas, misturam-se com terra e chuva e estrume e sol, transformam-se em humus, em novas folhas.
As palavras, juntando letras, arrumadas a modo de quem as acarinha, podem contar tudo isto - a vida - de muitas maneiras.

Gostei da tua. Evidentemente.

pin gente disse...

alimento da terra para a terra.

um abraço

~pi disse...

belo destino!!

[ comum-mente

natural-mente-real-izado :)




abraÇo e beijO





~

MagyMay disse...

Assim quisera eu ser....
Assim quisera eu ser....
Se não fora...

Abraço, Abraço, Abraço

lua prateada disse...

FELIZ PÁSCOA...
Olá...............passei apenas para te convidar para minha festa!passa lá e te diverte...Obrigada pela presença...Beijo de prata

SOL

Naay~ disse...

Seu blog eh bem legal e original :D
com boas postagens :D
adorei elle :D
eh a postagem recente eh bem legal eh bem incrível :D
beijoes :*

Lúcia disse...

Metamorfose - ou nada se perde, tudo se transforma... ou belíssima foto!

Duarte disse...

Assim de grandiosa, sabia e bela, a mãe natureza. Confirmação da lei Lavoisier.
São os ciclos da vida!

Gostei do modo literário como ilustras o que já é belo.

Um grande abraço pleno de carinho

Naty e Carlos disse...

Nesta PÁSCOA...
Abram vosso CORAÇÃO...
E deixem que a fé e o amor façam eterna moradia.
A Páscoa nos deixa muito felizes e temos a agradável certeza de que estaremos sempre todos junto.
Fazemos votos que sejam sempre felizes.
Já que a Páscoa é amor, desejamos que este amor se fortaleça a cada ano, a cada dia.
Que a nossa e vossa cumplicidade possa permanecer sólida.
Que possamos continuar acreditando no amanhã, pois o caminho é longo e nós estaremos sempre lado a lado.
Tudo.faremos para vos transmitir Paz e Amor
Feliz Páscoa
Bjs com carinho

greentea disse...

magnifico equilibrio , sem dúvida!!

Lá na aldeia tb tudo se aproveita ou reaproveita - algumas folhas de hortaliças vão para as cabras , outras vão para o solo, outros restos as galinhas apreciam que baste e assim Lavoisier continua vivo !
Boa Páscoa para ti e as melhoras do pezinho

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga Justine, desejo-te uma boa Páscoa.
Um abraço.