terça-feira, 15 de março de 2011

Papagaios de Papel





Leveza, colorido, diversão, sonho, lirismo, beleza, infância, fascínio - isto tudo e a poesia dos papagaios de papel.
.
(Museu do Oriente, exposição patente até 10 de Junho)
.
It's only a papermoon, Miles Davies

35 comentários:

pinguim disse...

Fascinante, como o é o Oriente.

Licínia Quitério disse...

Que leveza! Que beleza!

salvoconduto disse...

Agora apetecia-me dizer: "ainda sou do tempo em que..." Mas tu sabes, deves ter brincado com um igual.

Olha se eu tivesse um destes naquela altura, haviam de ser resmas à minha volta.

mfc disse...

Gostava de brincar de novo com eles...!

Maria disse...

Lindos!
Os teus passeios culturais dão sempre bom resultado fotográfico...
:)))

Há.dias.assim disse...

Lindos! até apetece brincar com eles e seguir o seu voo.

R. disse...

É, ela própria, uma sugestão belíssima, generosa, colorida e poética.

Muitíssimo obrigada :)

Graciete Rietsch disse...

Lirismo, beleza, fascínio, poesia ...são também os teus "posts".

Um beijo.

MagyMay disse...

Lindos...lindissimos.
Orientais e Papagaios de papel!

Abraço, Justine

Gárgola disse...

Flutuam num ar rarefeito, quase irrespirável, metáfora da sobrevivência em tempos atômicos.
Premonição de um futuro melhor (aprenderemos a lição?)

Um beijo cheio de esperança

mundo azul disse...

________________________________


São muito bonitos! Cada um, uma obra de arte...

Gostei do sax também!


Beijos de luz e o meu carinho...

______________________________

M. disse...

Uma beleza.

Anónimo disse...

Apetece sonhar com eles.
Vou dizer à Catarina para levar lá a Sofia.

Campaniça

jrd disse...

Imaginação em "movivemto".
Abraço

mdsol disse...

Lindo.
Beijinhos.
[Espreita... tens lá menos do que mereces, mas é o que se pode arranjar cá de longe.]

:)))

OUTONO disse...

Uma arte...e um sonhar de brilhos em cada voo...tal como a poesia, nos socalcos da sua leveza, nos murmúrios dos ribeiros que regam a criatividade.

mfc disse...

A Mdsol cometeu uma inconfidência...
Muitos parabéns Justine!
Um beijo enorme!

Fernando Samuel disse...

Tão bonitos!


Um beijo.

Anónimo disse...

Reflexos do tempo breve
os poemas eternos da nossa amiga

e a leveza oriental (e já me deste uma ideia lisbonense...)
Bjs da bettips

lino disse...

Muitos parabéns e um feliz aniversário!
Beijinhos

Sara disse...

São lembranças vibrantes, directamente da infância, sobretudo daquela passada junto ao mar. E uma óptima sugestão, com possibilidade ampla de concretização :)

Beijinho e.....parabéns!

Lilá(s) disse...

Que lindos! tão cheios de leveza.
Bjs

JPD disse...

Lindíssimos, Justine.

Hei-de visitar esta exposição.

Bjs

anamar disse...

Oh! que surpresa...
quando o meu Tó era pequeno, tinha imensos papagaios de papel que vinham de Macau..,
Sempre me fascinaram.
Para a semana vou ver...
e...dexo já aqui muiiiiiiiiiiiiiiiitos beijos de parabéns
.))

e eu que não fui... disse...

Obrigado pela amostra e pelas palavras e música de acompanhamento e enquadramento. Leve, leve mas tocante.

intimidades disse...

Lindissimos, magnificos

So espero que o Charlie brown nunca tente por um a voar hehe

Bjinhos
Paula

augusto, um entre mil disse...

é engraçado como há "coisas" que não "fazendo o meu estilo", acho bonitas.

sim, são lindas. muito

Maria Marluce disse...

Leveza e fascínio. Nos faz lembrar a infância em toda a sua pureza. Parabéns.

Maria Marluce disse...

Leveza e fascínio. Nos faz lembrar a infância em toda a sua pureza. Parabéns.

Maria Marluce disse...

Leveza e fascínio. Nos faz lembrar a infância em toda a sua pureza. Parabéns.

viajante disse...

Maravilha. Deviam " sair " do Museu e dançar por estas ruas.
Para afastar a " tristeza " que se vai vendo...

Rosa dos Ventos disse...

Então ainda tenho tempo de ver estes belos papagaios!
Obrigada pela amostra!

Duarte disse...

Lindos!
Mas gostava mais dos meus, com papel de jornal...

Beijinhos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Que belíssimos exemplares, Justine! fez-me recordar a China...

jawaa disse...

Lindos!