segunda-feira, 2 de maio de 2011

Canção


Tinha um cravo no meu balcão;

Veio um rapaz e pediu-mo

-mãe, dou-lho ou não?

Sentada, bordava um lenço de mão;

veio um rapaz e pediu-mo

- mãe, dou-lho ou não?

Dei um cravo e dei um lenço,

só não dei o coração;

mas se o rapaz mo pedir

-mãe, dou-lho ou não?

.

Eugénio de Andrade, Primeiros Poemas

.

Love Theme from Romeo and Juliet,Tchaikovsky(Berliner Philharmoniker,Karajan)

32 comentários:

o rapaz disse...

E então não pedi?! Ou queres que to peça outra vez? Pronto, peço!

(... melhorou-me - e muito! - a manhã, que começara mal.)

Benó disse...

Claro que dás, Justine. Só o coração? O corpo inteiro. Felicidades e uma boa semana.

Graciete Rietsch disse...

A fotografia,a música, o poema definem a autora.
Lindíssimos!!

Um beijo grande desta amiga e admiradora.

OUTONO disse...

Um cravo...nunca se recusa...nem na boca da espingarda...pelo bem da democracia...

Nota: sublime o acompanhamento musical...OBRIGADO!

pinguim disse...

Mais uma vez, como tantas, a maravilha das palavras, das imagens e dos sons, numa perfeita harmonia.

Fernando Samuel disse...

No caso concreto, chama-se a isso... perguntar por perguntar...


Um beijo.

Mar Arável disse...

Grande o nosso

Eugénio

intimidades disse...

lindo

e lindo sorriso
Bjinhos
paula

lino disse...

Até nos poemas mais simples o Eugénio é grande.
Beijo

viajante disse...

E com toda a simplicidade se faz um belo Poema. Lino, cheio de razão.

mdsol disse...

Liiiiiiindos!


:)))

cristal disse...

Como sempre... lindos

jrd disse...

Em Maio, o coração dá-se.

R. disse...

Quem dá um cravo e um lenço ofereceu já um bocadinho do coração também. Eugénio de Andrade e os cravos da revolução, sempre!

[belíssimas fotografias ;)]

Sara disse...

Harmonia perfeita do poema, das imagens e da música. E creio poder alvitrar, com base no sorriso que vejo, que a pergunta teve a melhor resposta possível :)))

anamar disse...

Lindos e de fino gosto...~
:))
Beiinho

Pitanga Doce disse...

E fizeste o rapaz pedir de novo e em público. Ah, que má!

mfc disse...

Sempre os afectos na poesia do Eugénio!

Anónimo disse...

Um lenço é uma bandeira
uma bandeira é um cravo
acenando, os dois, em uníssono - o coração já dado!
Lindo...(s)
B da bettips

Malika disse...

Dou-lhe! hehehe lindo!

São disse...

Muito bem escolhido , o poema.

Abraço.

Lilá(s) disse...

O meu ainda está viçoso na jarra.
Bjs

Duarte disse...

Una bella estampa para sellar un gran momento... bello! TODO. En un conjunto armónico, pleno, total...

Un gran abrazo, amiga del alma

(... me ha salido del alma y, como tal, así: no te molestes...)

GR disse...

O poema é belíssimo e a foto, tão cheia de cor e alegria.

Um Gr BJ,

GR

Há.dias.assim disse...

e alguém tem dúvidas?

JPD disse...

Boa noite, Justine.

Acho feliz a ideia de teres aconchegado o cravo da forma tão elegante e afável como a que exibes.

Acho também que estás com um ar muito feliz.
Não nos conhecemos.
Fiquei com esta parcela da tua fisionomia.
Conheço o teu marido por ser uma figura publica e pelas vezes em que participou em debates na TV

Bjs

valquiria calado disse...

Que lindo! e ainda mostra ser um menina cuidadosa, obediente a mãe.

Olá amiga, vim tbm convida-la a passear no meu hanukká, http://hanukkalado.blogspot.com/

beijos.

Chamo de virtude adorar Deus, ajudar e amar todos os nossos semelhantes e buscar o bem fazer sempre que se possa
Jean Louis Vives

samuel disse...

Muito, muito bom!
... e não estou a falar do Eugénio... :-)))

Beijo.

Licínia Quitério disse...

UI! Tanta coisa linda! Eu nem digo nada. Deixo Eugénio falar. Beijos.

~pi disse...

:-) maravilhosos **

Clarice disse...

Hummmm... Love is in the air!

Maria disse...

Aposto que deste...

:)