sábado, 20 de junho de 2015

O meu cacto eterno....


Todos os anos, mais ou menos no mesmo dia
 e quase, quase à mesma hora, ele começa a sorrir!
Perde o seu ar austero, duro, zangado com o mundo e amacia:
 enternece-se com o sol e a vida e saúda-me com alegria!
É o meu cacto eterno, enquanto durar...
.
Tenderly, Bill Evans



16 comentários:

Mar Arável disse...

Há pessoas assim

Bj

Majo disse...

~~~
~ Interessante: nunca tinha visto este cato florido.
~ Fica parecido com os lindíssimos catos de Natal...
~ Longa e saudável vida para ambos.

~~~~~ Excelente fim de semana. Beijinhos. ~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Graça Sampaio disse...

E que linda é a flor do cato!!!

Boa vida para o bom cato!

Pitanga Doce disse...

Gosto dessa cor, gosto da música que há por aqui. Gosto.

beijos pitangueiros

anamar disse...

Que durem os 2 e por muitos e bons anos.

Claro que quero ir contigo ao MAM.. Há que acerytar dia ou semana.
Mandarei mail.
Bjs

jrd disse...

Há cactos que não picam, acariciam.

Lilá(s) disse...

Espero que ele seja eterno, para acariciar sempre o teu "nosso" olhar.
Bjs

greentea disse...

gosto dessas flores de cor bem forte e da ternura desse cacto a sorrir para ti em cada verão !!

lino disse...

E tem umas lindas flores!
Um beijinho de Sófia

Teresa Durães disse...

Sempre adorei cactos!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Um cacto muito pontual :-)

Duarte disse...

Há dias dei um passeio pelo jardim botânico com paragem obrigatória nos cactos, estão exuberantes de cor e formas... lindos!
Como os teus.
Um grande abraço

Anónimo disse...

Como a memória ou coisas que nos lembram gente que conhecemos, cactos com flores no tempo. Estou longe mas sempre que vejo "modern art" me lembro de ti! Hoje, em Bilbau. c'est comme ça, voilá! Abçs da bettips

e terna mente disse...

Como ficaria diferente o curto e belo texto se a "philóloga" optasse por escrever cato em vez de cacto... como lhe consente o tal acordo "horto gráphico"! A planta poderia ser tempo do verbo catar! Deixem-na lá com o seu c, com os seus picos (austeros), com as suas flores (sorrisos em dias e horas certas), com esta foto (mais colorida...), com estes texto e som.

anamar disse...

Estarei liberta para ir á exposição a partir de 3 de julho.

Esperas ou vais?

Bjs

Clarice disse...

Muito lindo!

Aqui chamamos de flor de maio e flor de junho. Faz lembrar as latas que eram uadas em casa como vasos, no frescor da sombra de uma bergamoteira.

Deu vontade de ter uma tão florida assim.