segunda-feira, 8 de junho de 2009

Grito Vermelho



Exuberantes. Orgulhosas. Frágeis. Isoladas, em grupo ou em multidão. Sempre, todos os anos, arrebatadoras no seu grito vermelho.
Estou a ouvi-las, a anunciar o verão.
.
Time on my hands, Sonny Rollins with The Modern Jazz Quartet

40 comentários:

mdsol disse...

Lindo o teu grito!
beijinho
:))

Anónimo disse...

Bom augúrio para o verão de luta que temos pela frente.

Campaniça

Mar Arável disse...

Minhas queridas papoilas

Licínia Quitério disse...

Este ano estão pujantes. Anunciadoras de caminhos ensolarados e férteis.
Assim seja.

Beijo.

Patti disse...

A minha flor preferida. Forte como tudo!

salvoconduto disse...

Por aqui hesita em chegar.

Duarte disse...

Papoilas

Papoilas vermelhas
Entre verdes trigais
Corados por sol de estio,
Ventos ondulantes
Que atiçam...
Inchando velas
De campos silvestres;
Lenços que cobrem a seara;
Chapéus até às orelhas;
Pinheiros de copa baixa,
Poucas casas, menos gente;
Fumarada, chão ardente.


Na Ota, donde iniciei as minhas andaduras na FAP. Foi nesta época do ano, de 1964.

Beijinhos de boa amizade

pinguim disse...

Adoro papoilas...

Violeta disse...

Olá Justine
Gosto muito de papoilas e imagens assim deixam-nos de olhar perdido.
bjs

Paula Raposo disse...

Arrebatador o teu post, com os gritos vermelhos das papoilas lindas!! Beijos para ti.

Benó disse...

Papoilas a lembrar beijos de moçoilas, às escondidas roubados nas tardes ensolaradas entre os trigais maduros...
Belo vermelho, Justine.
Um abraço.

Sal disse...

Lindas!
como tu!

beijinho

mena m. disse...

Chegou até aqui a Berlim, este magnífico grito de verão!

Que bem falta faz, que o tempo por aqui anda muito incerto...

Beijinhos

MagyMay disse...

E quanto não vale um grito de "despontar"...
E vermelho é a minha cor favorita.

Bons Feriados, Justine (me encanta este teu nome..e já não te dizia à bué de tempo!)

vaandando disse...

Venham elas... Que saudades de as ver num mar vermelho , frágil e perecível....

Estas aqui estão a dizer-nos isso mesmo...
Abraço , Justine
_____________ JRMARTO

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Vermelho vivo.Exuberante como deve ser a vida

lilás disse...

Encantam essas papoilas!

Fernando Samuel disse...

«Ó papoilas dos trigais
em ondas de cor»...

Um beijo.

A.S. disse...

A voz frágil de uma papoila solitária, perde-se na imensidão dos campos! Milhares de papoilas podem ser um devastador grito vermelho!!!


Beijos meus...

ParadoXos disse...

um grito em flor!
estou a aprender...

:-)

beijão muito próximo de nós!

bettips disse...

Muitos nos ensinam as papoilas, pertinazes - diria como o SR, (im)pertinentes e (im)penitentes - coloridas. Sempre vivas. Irmãs de ano passado, virão para o ano.
De fugida, mesmo assim com muitos abraços a vós. Tal como muitas papoilas juntas, no campo das nossas vidas.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Justine, belas fotografias de lindas papoilas...Espectacular....
Beijos

mundo azul disse...

________________________________

Maravilhosas papoulas! São flores que eu gosto muito!


Parabéns pelas excelentes imagens...


Beijos no coração!!!

_________________________________

anamar disse...

Essas belezas vermelhas já quase me fizeram chorar por esse Alentejo
fora!!!!
Abracinho

as-nunes disse...

As papoilas a fazer-nos lembrar um grito de angústia a perpassar pelo Alentejo.

Mas são bonitas, as papoilas. Como todas as flores que inundam os campos nesta época do ano, a preparar o Verão, sim.

Um abraço

GR disse...

Este vermelho dá-nos força.
Estas papoilas dão vontade de viver.
Lindas papoilas.

Bjs,

GR

Humana disse...

ainda hoje, no meu passeio matinal com o cão lost, os olhos me dançaram nessas ondas de cor...

(e gostei da ternura com que forras as gavetas do teu gato e do sorriso límpido de infância que ainda persiste no teu rosto de agora).

a idun pede desculpa por não ser ela a comentar, mas anda muitíssimo ocupada. marradinhas dela, um abraço meu.

utopia das palavras disse...

Um grito forte...de união! Um símbolo!

beijinho

Tinta Azul disse...

São papoilas senhor!

Também gosto muito delas. Hoje trouxe algumas lá do lugar onde quase o céu é mais azul...


Beijo

Carla disse...

de uma beleza ímpar na sua fragilidade...adoro

para te dizer ainda da apresentação do meu livro. "In-finitos Sentires" no próximo dia 27 de Junho, na Biblioteca de Valongo, se puderes aparece

beijo

Rosa dos Ventos disse...

São um assombro de cor, de beleza, mas que nos lembram o sangue derramado com tanta dor!

Abraço

Chat Gris disse...

Tão bonitas!

Pitanga Doce disse...

Na semana passada plantei petúnias mas não resistiram. Preciso voltar ao "meu jardim" e plantar petúnias papoilas, amores-perfeitos...

São lindas estas papoilas!

A Loba disse...

SIMPLE BEAUTIFULL...KISSES ( PAIXAO SELVAGEM )

Arabica disse...

A força das papoilas reside no conhecimento prévio de todas as suas fragilidades. Abrem-nos os caminhos do olhar e sabemos, que quando o verão terminar, teremos que ser nós a levá-las ao peito.

Em toda a sua força e ainda assim,
fragilidade.


Abraço de papoila em vocês.

~pi disse...

pas tar

os

sen ti dos :)





~

poetaeusou . . . disse...

*
papoilas
são suspiros
de quem ama,
,
conchinhas, deixo,
,
*

jawaa disse...

Grito vermelho num campo qualquer.
Como elas, somos livres, somos livres... (seremos?)
Claro. ninguém nos segura a alma.
As fotos são uma beleza só!

Lúcia disse...

Tal e qual: não posso viver sem as ver crescer!

segurademim disse...

... como eu adoro essa gritariiiia