sexta-feira, 5 de junho de 2009

Os rios de palavras







Surdo subterrâneo rio
.
Surdo, subterrâneo rio de palavras
me corre lento pelo corpo todo;
amor sem margens onde a lua rompe
e nimba de luar o próprio lodo.
.
Correr do tempo ou só rumor do frio
onde o amor se perde e a razão de amar
-surdo, subterrâneo, impiedoso rio,
para onde vais, sem eu poder ficar?
.
Eugénio de Andrade, Os amantes sem Dinheiro
.
Chopin, Nocturne Murmures de la Seine(Maria João Pires)

30 comentários:

Paula Raposo disse...

O Mestre Eugénio de Andrade e as suas margens! Beijos para ti.

pinguim disse...

A música de Chopin a acompanhar as rimas de E.Andrade - magnífico!
Beijinho.

Licínia Quitério disse...

Como comentar?

Tudo tão ajustado, tão harmonioso. Dá vontade de abraçar o impalpável corpo do sensível.

Também para ti este abraço.

Teresa Durães disse...

Eugénio de Andrade sempre!

Maria disse...

Ficava por aqui perdida nestas águas não limpas mas tão bonitas...
Eugénio não é comentável. É... Eugénio...

Duarte disse...

Águas quedas, até espelha!
Donde o pato real habita.
Ondeiam, quando se agita,
deixando sulco de quilha.

Boas fotos.
Que grande Eugénio!
Não pude escutar Maria João.

Beijinhos com saudades

Anónimo disse...

Ah! Como eu precisava de ver/ler/ouvir esta mensagem, depois desta campanha inqualificável em que aconteceram as coisas mais abomináveis.
Mas, também, factos extraordinários como aquela marcha, autêntico rio de força e de luta.

Campaniça

Maria P. disse...

Eugénio de Andrade, sempre. Mas as imagens...são lindas!

Beijinho*

A.S. disse...

Justine...

Eugénio de Andrade continua entre nós através da sua poesia!
Gostei que tivesses partilhado este belo poema!


Beijos...

Violeta disse...

Querida Justine
Poesia e música de uma extrema sensibilidade.
(O gato já saiu da gaveta?)
bjs

Alien8 disse...

Bem lembrado.
Obrigado por isso.

Bom fim de semana!

com senso disse...

Este é um dos tais poemas que mais se lê, mais se percebe quanto é belo.
Um poema com uma musicalidade excepcional.
Um beijinho

Fernando Samuel disse...

Assim - com Eugénio e com estas fotos - reflecte-se melhor...

Um beijo.

hfm disse...

Ele, sempre ele e uma enorme saudade!

Arabica disse...

Rio sem sendas que o contenham :)


Lindissimo, Justine.


E eu vou com ele....e contigo :)


Beijinho, bom fim de semana.

mena m. disse...

Maria João Pires traz-nos a música da água corrente ora mansa ora mais agitada pela força das palavras.

Agora era eu quem queria ter tirado estas fotografias...

Fez-me bem vir aqui, Justine!

Beijos

tulipa disse...

Atrasada nas minhas visitas, um pouco ausente da blogosfera, volto devagar...
Hoje li um post sobre:
"sucesso individual"...
Penso que foi o que acabei de obter.
Se quiseres comentar o meu post do blog "Deabrilemdiante" ficarei muito grata.

Bom fim de semana.

Beijo com amizade.

Pitanga Doce disse...

A calmaria das águas combinam com Chopin. Sinto falta de Chopin cá por casa. O piano está mudo.

mdsol disse...

Tão bonito! Tudo.

beijiinhos

:))))

mariam disse...

Justine,

belíssimas escolhas, estas!

e, a imagem é linda!

por aqui fico mais um bocadinho... :)

boa semana!
um abraço e o meu sorriso :)
mariam

Azul disse...

Olá Justine. Este conjunto está formidável. Tríptico de imagens, poeta Eugénio e Nocturnos de chopin: Belíssimo.

Abraço. Até breve. Azul.

P.S. Tenho um novo blog - um dos que me faltava! - Passe por lá. lol

www.opinioesdamanjerica.blogspot.com

Sal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sal disse...

Lindíssimo.


Então, já foste votar????

:)))


beijinhos grandes

~pi disse...

bela música,

) de ir-por-ir

e não voltar,,,




beijo





~

Lúcia disse...

Eugénio, Eugénio, e vamos embrulhados nas palavras!

Princesa disse...

"Somos todos viajantes pelas agruras do mundo, e o melhor que podemos achar em nossas viagens é um amigo honesto."

uma boa semana
Beijinhos

Rosa dos Ventos disse...

Bela escolha de Eugénio de Andrade para ombrear com as tuas fotos cheias de significado, tal como as palavras do poeta!

Abraço

QUIM disse...

Belíssimas fotos e o Eugénio!

Um beijo

QUIM

MagyMay disse...

Tudo se harmoniza...o poema, as fotogafias, a música...

Fico aqui...no belo!

jawaa disse...

Mas como é que eu não vi este post antes...?!!!
Não me perdoo! Tenho de andar mais vezes fora do ninho.
É o conjunto mais lindo de sempre. Preenche-me totalmente.
Obrigada, do fundo do coração.