domingo, 4 de junho de 2017

O Tempo


"Que é, pois, o tempo? Se ninguém me pergunta,
 eu sei;
mas se quiser explicar a quem me indaga,
 já não sei".

(citação de frase de Santo Agostinho, no artigo O Tempo, Maldito e Bendito, de José Tolentino Mendonça no Expresso de 03/06/2017)

.

6 comentários:

Mar Arável disse...

Vagaroso instante
Bj

Luis Filipe Gomes disse...

O Caetano Veloso tem uma canção chamada "Oração ao Tempo". O grande intérprete que ele é tem ao longo dos anos cantado essa oração com tempos diferentes mais rápidos mais lentos. Ora se torna uma canção de esperança ora passa a ser uma canção de despedida. Lembrei-me dele ao ver a tua publicação. Colocarei no meu blog uma versão "adagio" que me emocionou.

anamar disse...

Caminhemos , pois. A resposta surgirá.

Pois há muito que não nos visitamos... Por causa do tempo....

Entre o aqui e o ali, onde o tempo me "mata", estou de novo aqui, onde o Gabriel me cobre de mimos.

O Óleo do meu Mar que passaste a conhecer , já soube o nome, mas esqueci, mas é a forma como vejo o pequeno de 27M a apanhar coisas do mar.

Hoje foi ver Paula Rego , fomos. E brincar.

Na quinta fui acabar de ver Almada, nas calmas mas sem aviso. Dia longo.

Boa exposição para ver na Biblioteca Nacional sobre a Historia fotografica do Jazz e, Portugal, dedicada a Jose Mayer, o mais profundo fotografo de musicos e momentos musicais.

Espero que venhas a Cascais. Já viste o filme Paula Rego? Caso não, compra o video. Depois disso nunca mais se vê PR da mesma maneira.

desejo-vos bem.

Beijinho,

Ana

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

O tempo não inexiste
E não existe também.
Segundo Einstein,
Em energia consiste

Toda matéria que assiste
À energia que vem
Dessa matéria e além
De tempo/espaço. É triste

Nossa triste ignorância
Para chegar à instância
Do saber, pois a ciência

Do real à conjectura
Segundo creio, figura
Como uma certa indecência.

Grande abraço. Laerte.

Majo Dutra disse...

Vemos bem o tempo passar... nas crianças que crescem... nas estações do ano... no espelho...
Porém, defini-lo é realmente assaz complicado...
Gosto das conduções vibrantes de Karajan...
Dias agradáveis e venturosos.
Beijinhos
~~~~

mais um dia?... menos um dia! disse...

Gosto da resposta do Mahler. E desgosto... de tão "fim de tempo".