domingo, 29 de abril de 2018

Mounty com poesia





 
Com um lindo salto

Leve e seguro
O gato passa
Do chão ao muro
Logo mudando
De opinião
Passa de novo
Do muro ao chão
E pisa e passa
Cuidadoso, de mansinho
Pega e corre, silencioso
Atrás de um pobre passarinho
E logo pára
Como assombrado
Depois dispara
Pula de lado
E quando à noite vem a fadiga
Toma seu banho
Passando a língua pela barriga

.
(Vinícius de Moraes)


.
Sweet and lovely,  Thelonious Monk & John Coltrane




 












6 comentários:

Isabel disse...

Tão giro! A foto e o poema!

O video diz que não está disponível.

Beijinhos e boa semana:)

o-da-casa disse...

Leste-lhe o poema?
Isso explica o ar nostálgico...
Parabéns pelo dia.

Luis Filipe Gomes disse...

Acho que o Vinicius não tinha tempo para os gatos.

jorge esteves disse...

...vai formoso, pela verdura. Mesmo trocando o Luís pelo Vinicius...
Estás um gato!
jorge

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Vinicius - esse é o cara! "Que o amor seja eterno enquanto dure." Lindo poema! Bela postagem! Parabéns! Grande abraço. Laerte.

Duarte disse...

Felino sempre!
Inolvidável aquele salto na minha frente. Por isso aquele desenho.
Beijocas.
Um mimo para o Mounty.