segunda-feira, 23 de julho de 2018

15 de Agosto 2000/23 de Julho 2018


 
Adeus, meu querido companheirinho de 18 anos
 

 
 

17 comentários:

Isabel disse...

Oh! Que pena!
Foram muitos anos. Imagino que se sinta triste:)

Beijinhos:)

Isabel disse...

Era um gato muito lindo:))

sérgio disse...

fiz-de-dono em convívio de 18 anos. humanizante. g(r)atificante.
sinto-me de luto!

Teresa Durães disse...

Um grande abraço. Sei que é muito difícil

Mar Arável disse...

Bjs nossos

Anónimo disse...

Num álbum de família. Num recanto/refúgio de nós.
Abraços
bettips

M. disse...

Um abracinho, Zé e Sérgio.

Luis Filipe Gomes disse...

Os meus pêsames. Não tenho palavras para aliviar a tua mágoa.

Lilazdavioleta disse...

Um forte abraço .

mac disse...

Este ano também perdi a minha cadelinha com 15 anos; não é fácil ultrapassar a perda destes nossos amigos, mas ficam as memórias dos bons momentos, da sua amizade e ternura...Um grande beijinho.

Duarte disse...

Zé e Sérgio, sei o que isso é, dói, e muito. Recordo-o com tristeza.
São evidentes estas expressões dum sentir. Foram muitos anos de convivência, nos quais pude apreciar o bem cuidado que estava e o feliz que vos fazia com as suas torrinhas. Um gato feliz e lindo.
Abraços de vida.

Fá menor disse...

Nada é eterno; nada dura para sempre.
Resta a saudade e as melhores recordações.

Beijinhos.

jrd disse...

Nunca é tarde para uma última 'festinha'.
Um abraço

jorggesteves disse...

Este teu tempo que gasto
é o meu melhor tempo do gato.
Gasta o tempo, gasta o gato.
Tanto se gasta como se não gasta,
o meu tempo que é igual ao tempo do gato.
Quando se gasta, também nos gasta,
ó amigo gato.
(a memória te perdura)

jorge

Anónimo disse...

Andam as aves soltas sem perigo imediato.
Apenas de passagem para uma abracinho e sugestão: dar de comer aos pássaros. Pois que somos filhos da madrugada.
Tu, eu não que me levanto tarde, sou mais ilha, ou filha, da noite.
"a memória te perdura"
Compo diz o nosso amigo comum
B

©carmen zita disse...

Custa tanto!
Beijinhos,

São disse...

Lamento.

Tudo de bom