segunda-feira, 23 de julho de 2007

Para usufruir já


Em passeio-descoberta por uma ilha nossa ainda quase em estado puro, mas que em muito pouco tempo se transformará num local igual a todos aqueles onde o olho guloso da especulação imobiliária conseguiu vencer o bom-senso e o bom-gosto.
A visitar quanto antes.

3 comentários:

zambujal disse...

Por vezes, a amarga sensação de se estar numa corrida já perdida antes do tiro de partida. Por vezes...
Que - até - os avisos, os alertas, os protestos, só valem como desabafos. Catárticos.
Que há que aproveitar enquanto é tempo - nosso e das coisas.
Mas não! Ou não só. Para a avalanche catastrófica da endinheiração, da mercadorização, da especulação, haverá resposta. Nossa. Que terá de recuperar muita coisa, mas que resposta será.
Entretanto... não deixemos, também, de usufruir. Sejamos felizes, lutando sempe e usufruindo já e ainda.

Rosa dos Ventos disse...

Já lá estive há sete anos.
Dizem que "melhorou" muito em oferta turística...
Desconfio...

GR disse...

O contraste de cores, a paz que transmite.
Lindo!
Espero que permaneça longe dos olhares de empreiteiros e imobiliárias, cujo o único interesse é o dinheiro, destruindo o que de mais belo há.

GR