sexta-feira, 17 de julho de 2009

Périplo americano I - São Paulo surpreendente

São Paulo é uma cidade sofisticada e rica. Pois é, mas o mercado da Rua 25 de Março mostra a sua outra faceta de cidade popular e com uma enorme parcela da sua população a viver em precárias condições económicas.
É uma cidade moderna e apressada. Claro que sim, mas no Pateo do Collegio o tempo escorre devagar e pode facilmente imaginar-se como começou esta cidade, em 1554.

É a cidade dos negócios e do dinheiro. Também é, mas é igualmente uma cidade com uma enorme e diversificada oferta cultural, e a Livraria Cultura na Avenida Paulista, cheia de jovens a lerem e a trocarem impressões, é disso um sinal inequívoco.

É uma cidade perigosa e violenta. Pode ser, mas o que senti foi a afabilidade das pessoas na rua e a disponibilidade dos polícias, excelentes guias desta turista várias vezes perdida.

É uma "selva" de betão e trânsito. É sim, mas acabei por esquecer esse aspecto nos inúmeros jardins semeados de verde e de muitos museus, como são o Jardim da Luz e o Parque Ibirapuera

Será São Paulo uma cidade distraída e indiferente? Não me pareceu. Só como sinal, no Museu da Resistência encontrei vários de grupos de crianças que atentamente aprendiam com os adultos que as acompanhavam como tinha vivido o seu país no tempo da repressão .
.
Cheguei lá com vários preconceitos. Olhei a cidade com lentidão e voltei conquistada.
.
Janelas Abertas (João Carlos Jobim)

40 comentários:

Paula Raposo disse...

Que bom que a cidade de conquistou!
Obrigada por esta excelente partilha. Muitos beijos e um óptimo fim de semana para ti.

Paula Raposo disse...

'te' e não 'de'!! Desculpa. Beijos.

Gárgola disse...

Que delícia de crônica Justine.
São Paulo é difícil, multifacética, hiperhabitada, mas não se pode negar que é uma cidade em ebulição: viva!!
O baiano Caetano também chegou con algum e outro preconceito e logo a retratou na sua maravilhosa música:
SAMPA.
'Alguma coisa acontece no meu coração...
e só quando cruzo a Ipiranga e a Avenida São João.
É que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi...'


Não sabia que tinhas estado por lá ;).

beijos

pinguim disse...

Nada melhor que ir e julgar pelos nossos próprios olhos...
Beijito.

Teresa Durães disse...

Tenho uma amiga de Pernambuco que diz que este estado é o mais lindo eheheeh

Rosa dos Ventos disse...

Já tinha ouvido relatos destes, mas contados e mostrados por ti têm outro sabor!

Abraço

acompanhado/acompanhante disse...

Entretanto, havia quem tivesse de trabalhar... Mas que ainda conseguiu ir à livraria, experiência muito boa, e teve a compensação de ouvir os comentários e de ver as fotografias em "primeira mão" (de mãos dadas!)
Mas isso não o impede de considerar este "post" excelente e de nele ter (re)vivido coisas muito boas.
E de vir dizê-lo.

Licínia Quitério disse...

Cidade capaz do melhor e do pior. Um grande corpo pulsante. É o que posso entender?

Bom ter-te de volta.
E conta. E conta...

Beijinho.

vovó disse...

até dá gosto vir a esta casa :)!

espero mais reportagens... mesmo de outras américas :)...
obrigada!
beijocasssss

MagyMay disse...

Lá viajei eu.... e S.Paulo aqui à minha beira...
Lá aprendi eu .. como se consegue descrever tão bem uma cidade..
Agradecida e parabéns pela reportagem, Justine (continuo a maravilhar-me com o nome e à falta de o dizer..olha, escrevo-o)

Carla disse...

que crónica fabulosa. Parabéns
beijo e bom fds

Anónimo disse...

Também eu, porque tenho a sorte de ver e ler esta reportagem, me sinto viajante e embarco na descoberta de S. Paulo, através dos teus olhos.

CAMPANIÇA

Maria disse...

Ainda bem que te deixaste conquistar pela cidade e pelas pessoas...
Fiquei maravilhada com as fotos. E bateu-me uma saudade...

Beijo e até amanhã

anamar disse...

Senti o mesmo quando estive lá em Janeiro, não muitos dias... mas hei-de voltar...
Bj
e...bfs

samuel disse...

Grande post!

Abreijo.

Benó disse...

Mais uma vez, Justine, me encantas com as tuas fotos e pormenores dos locais por ti visitados.
Obrigada por me proporcionares essa viagem pois.
Um bom fim de semana.

intimidades disse...

ando a muito tempo para ir ao brazil, acho que me convenceste

Jokas
Paula

intimidades disse...

ando a muito tempo para ir ao brazil, acho que me convenceste

Jokas
Paula

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Só stive em S. Paulo uma vez ( 1992). SENTI-ME SUFOCADO E SEM VONTADE DE VOLTAR, mas dizem-me que hoje em dia está bastante melhor. De qualquer modo, o meu Brasil está no Sul, em Santa Catarina.

Duarte disse...

O epílogo diz tudo. É a máxima expressão, daquilo que se pode dar, duma cidade e das suas gentes.
Gostei do modo como me mostraste uma cidade que me cativa sem a conhecer.

Um grande abraço

Carlos Pires disse...

Conclusão:
São Paulo é uma cidade muito parecida à vida humana...

Pitanga Doce disse...

E não foste conhecer o Museu da Língua Portuguesa na Estação da Luz?

M. disse...

Muito, muito interessante o modo como falaste do que sentiste em São Paulo. Também de perguntas e respostas se vai enriquecendo o sentir e o pensamento. Gostei imenso.

Fernando Samuel disse...

ou: as duas faces da mesma cidade...
Bonito!

Um beijo.

rosasiventos disse...

um dia serei em todos os lugares,

um dia breve,

beijo, querida justine,

capaz de ir

olhar

e voltar

conquistada!! :)

PreDatado disse...

E com um olhar muito atento capaz de descobrir as contradições de uma cidade desconhecida.

Arabica disse...

Justine,

é essa a alma genuína de viajante: saltar o muro e descobrir o outro lado da cidade, vedado ao turista apressado.

:)

Um beijinho

Alien8 disse...

Foi também a cidade das grandes manifestações operárias contra a ditadura militar, no tempo em que Lula era dirigente dos Metalúrgicos... a cidade dos grandes concertos de Chico & Caetano & Simone & Lins & Gil & Milton & tantos outros, o "canto livre" do Brasil...

Belíssimo post.

Bom fim de semana!

OUTONO disse...

Ainda bem...que o paradoxo entre perigoso e belo...por aqui foi desfeito.

Boa análise...diria mesmo, cativante.

Beijinho

Teresa David disse...

Tem graça que sempre tive uma pessima ideia de S. Paulo mas a pouco e pouco pessoas como tu têm-me tirado essa impressão, até porque tenho conhecido gente das letras que habita lá.
Espero que tudo esteja bem contigo e mando bjs
TD

~pi disse...

pasmo-de-olhar

[ porque é bom ver nos olhos

que sendo nossos partilhados

habitam outra fa-ce :)




beijo




~

utopia das palavras disse...

Um slogan...vale a pena visitar!
Alicias com as tuas reportagens!
Uma cidade linda com todas as suas diferenças...coisas da civilização moderna!

Espero...outras!

Um beijo

mdsol disse...

Q. Justine

Aconteceu-me o mesmo! Só que eu conheci muito pouco e preciso de voltar. Aliás a escala é de tal ordem que não é fácil assimilá-la à primeira, digo eu!
Beijinhos

:)))

Tinta Azul disse...

Que bonita reportagem. O melhor é mesmo ver o lado bom de cada coisa.

Beijos muitos pelas vezes que não tenho vindo.

:)

GR disse...

Com o paralelismo que fazes da grande cidade, apercebemo-nos que a ficaste a conhecer e que bem nos mostras.

Fotos lindas, com um admirável texto.

Um grande bj,

GR

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Justine, belas fotografias de linda Cidade...Espectacular....
Beijos

Juani disse...

Me gusta el comienzo de tu historia
saluditos

Augusto Carioca disse...

Legal mesmo é que o coração de Justine está em plena forma pra reconhecer, com sensibilidade apurada, o que as cidades respiram. Não lhe é preciso grande tempo; somente a qualidade com que o aproveita. Saudações cariocas!

Augusto Carioca disse...

...e ainda por cima, com Chico Buarque no fundo musical. Assim, Sampa fica mais linda.

com senso disse...

Gostei, nesta magnifica crónica, de revisitar São Paulo, onde estive há uns 17 anos....
Nâo sendo uma cidade bonita é uma cidade espantosa, de gente fantástica, com uma actividade cultural fabulosa e talvez com a melhor gastronomia do mundo!
Estive em São Paulo 2 semanas e fiquei rendido. Tinha e tenho grandes AMIGOS lá, pessoas incríveis, que fazem parte de um povo que admiro muito e respeito profundamente...