domingo, 17 de abril de 2011

Tão...


Tão sereno, tão livre e despreocupado ele era antes de ter herdado, por morte da Tia Gertrudinhas, a quinta e a mansão cheia de pratas e artes, origem dos seus actuais medos e insónias...

.

(participação no passatempo PalavrapuxaPalavra) . Violin Concerto op3/6, Antonio Vivaldi

24 comentários:

Graciete Rietsch disse...

Não conheço o passatempo, mas acho belíssimo o post.

Um beijo.

pinguim disse...

Limito-me a deliciar-me com a música.

mfc disse...

Uma verdade que poucos reconhecem!
A foto perfeita... na alusão!

trepadeira disse...

Alguns ficam assim,se calhar porque já o eram,disfarçadamente.

Um abraço,
mário

intimidades disse...

nao deve gostar de garrafas

:):)

Bjinhos
Paula

intimidades disse...

nao deve gostar de garrafas

:):)

Bjinhos
Paula

Lilá(s) disse...

Fez-lhe mal a herança! nota-se...
Bjs

GR disse...

Faz-nos bem entrar aqui e permanecer. Tudo é tão calmo e belo.

Bjs,

GR

maria carvalhosa disse...

É assim que começa o teu romance, Justine? Se não é, lamento.
Bastante promissor, na realidade! ;)
Beijos.

Clarice disse...

Isso me faz lembrar meu filho: -Mãe olha só o risco que fizeram aqui(mostrando o primeiro carro, comprado há pouco). Mãe: Quando não tinhas carro não precisavas te preocupar com isso, não é?
Abraço.

R. disse...

É assim mesmo: há Bens que acarretam novos males... Mas por outro lado, há que olhar para o lado positivo e... desfrutar!
Abraço :)

tulipa disse...

ÓPTIMA ESCOLHA.
Obrigada pela partilha.

Entrei as 00.00h do dia 19 de ABRIL debaixo de um tremendo temporal, chuva forte, trovoadas e descargas eléctricas com fartura.
Possas...assusta!!!
O céu enfeitado de luz, grandes clarões...poderei pensar:
Fogo de artifício em minha homenagem!

FELIZ DIA PARA MIM e para todos vós que me vão acompanhar nesta festança.

Beijinhos.

Sara disse...

O peso do ter! Que o diga o sobrinho da tia Gestrudinhas...
Um início auspicioso :) Eu leria o resto, certamente.
Um abraço!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Grande nau...grande tormenta!

Duarte disse...

"Tão..."
... e um tanto que de pouco serve, que não seja para provocar insónias...
O violino somou-se ao momento... gemeu...

Um grande abraço, querida amiga

Pitanga Doce disse...

E os vidros, com certeza, enfeiaram o que antes devia ser tão bonito!

Mar Arável disse...

Há tias assim

Bj

Rosa dos Ventos disse...

Esses vidros espetados no alto muro simbolizam bem as preocupações do dono da propriedade!
Os meus muros são baixinhos e os teus também! :-))

Abraço

Sofá Amarelo disse...

Às vezes o melhor da Vida... é ter uma vida anónima e calminha!"

Boa Páscoa! Muitos beijinhos!

Alexandre

Teresa Durães disse...

também prefiro a calma

OUTONO disse...

E preciso desta calma...deste ler e ouvir...onde apenas o silêncio da minha partitura de prazer permaneça...
Abraço!

viajante disse...

Pegada um...
Tão suave a música. Que mesmo misturada com a "estúpida ventania " aqui ao lado, ilustra na perfeição Tão bela foto.

BlueVelvet disse...

Querida Justine,
não sei se a Páscoa é uma data que te diga algo.
Na dúvida, vim desejar-te uma Santa Páscoa e aproveito para te deixar um cravo vermelho que espero, dure até 2ª feira.
Muitos beijinhos para ti e festinhas ao Mounty

carol disse...

Pois é: o dinheiro não traz felicidade. Mas ajuda muito... Tão sujo que o dinheiro é, mas, ao mesmo tempo, tão bom!

Boas amêndoas e muitos ron-rons.