sábado, 19 de novembro de 2011

Apenas Beleza

Hoje, um pouco de beleza. Só beleza. Apenas Beleza.
Para resistir à raiva
Para suster este tempo
Para não morrer de fome
.

Time on my hands, Sonny Rollins and The Modern Jazz Quartet

34 comentários:

trepadeira disse...

Para cerrar os dentes;
Para dar ânimo.

Um abraço,
mário

Maria disse...

Em azul
pedra e ferro
arreganhando o dente...

:)
Abraço.

Rosa dos Ventos disse...

Obrigada, Justine!
Tão bela esta imagem!

Abraço

lino disse...

Para viver!
Beijinho

trepadeira disse...

Para cerrar os dentes;
Para dar ânimo.

Um abraço,
mário

Lilá(s) disse...

A imagem é linda! junto a minha á tua raiva...assim duplicamos a dita...
Bjs

pinguim disse...

E não é que tens razão?

samuel disse...

Combustível...

Beijo.

anamar disse...

Pela beleza temos que trilhar e vê-la aonde menos se espera.
Beijo amigo, Jstine

Duarte disse...

O singelo, é belo.
O sentir profundo dum olhar, que vê!
Parabéns!!!

Um grande abraço, querida amiga

Anónimo disse...

Está tudo escrito.
BELO!

Zé-Viajante

jrd disse...

A beleza necessária.

Eu, que por aqui vejo milhares a pedalar, confesso que nunca tinha visto uma bicicleta tão original.
:))

Patti disse...

O mais simples é sempre o mais belo.

ParadoXos disse...

pedalar o momento para que ganhe asas, mais serenas!

um grande abraço
minha estimada amiga
sempre presente!

Kiesse
(o miúdo)

Clarice disse...

Que imagem bem aplicada às palavras. Resistir é preciso, mesmo que seja inútil. O exercício sempre é bom, porque nessa viagem reavaliamos tudo. Há quem viaje de dicicleta; há quem o faça dobrando a haste dos óculos(não parecem os óculos de Sts Dumont?).
Boa semana.

Sara disse...

Em tempos de tanta privação, este "apenas" já é "tanto".
Vivá beleza e a imaginação! :)
Beijo e boa semana.

Graciete Rietsch disse...

A imagem é bela, da música nem falo para não me repetir e a bicicleta, conjuntamente com a raiva que não podemos deixar de sentir,levam-me ao tempo heróico dos companheiros clandestinos que se deslocavam de bicicleta nos longos percursos que faziam, levando consigo a esperança da liberdade, igualdade, fraternidade, PAZ.
Alguns encontravam a morte,como Alex, assassinado brutalmente após uma reunião, montado na sua bicicleta.
Continuemos a luta, hoje tão necessária.

Um beijo.

bettips disse...

Um pouco de azul
e poesia nos caminhos
precisa-se...
para matar a sede!

KINHA disse...

Olá Justine

Sou a Kinha e vim conhecer seu espaço, gostei e já estou te seguindo. Vou aguardar a sua visita e ficarei feliz se me seguir também.

Vc quer ganhar uma bolsa ou carteira Tommy Hilfiger ou um cinto Michael Kors e mais 5 premios? Então visite o blog e faça a sua inscrição para o grande SORTEIO INTERNACIONAL de Aniversário.

Bjoooooooooo.....................
www.amigadamoda1.com

São disse...

Um post muito bom, muito lúcido e, infelizmente, muito verdadeiro!

Um abraço fraterno.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Precisamos de nos rodear de tudo que possa combater a raiva. Este exemplo é excelente, Justine.

Pitanga Doce disse...

Sim. Hoje, apenas beleza e sem perguntas. Não vale a pena.

Bom dia, amiga. Botafogo ainda espera por ti.

partilhando disse...

Onde está a beleza?, nos volumes equilibrados e contrastados?, no azul das portadas e da porta que espreita?, no veículo imaginado (ou que espera os pedais da imaginação)?, na pedra das cantarias? na força de resistir à raiva com a força (maior!) da luta e da esperança?, no belíssimo time in ours hands?, na dorida consciência da fome dos outros, que de fome morrer?

Nos olhos de quem vê a beleza (e a dureza!) da vida! Ou a dureza (e a beleza) da vida!

carol disse...

Temos de nos agarrar a alguma coisa, não é? Pensamento/sentimento muito bem expresso.

(Que dirá disso o Mounty?...)

OUTONO disse...

...um olhar apenas.

Fernando Samuel disse...

«Apenas»????...

Um beijo.

Mar Arável disse...

... sempre a pedalar

no Belo

M. disse...

A beleza na simplicidade. Para tudo isso que, e como, dizes.

greentea disse...

para rimar com tristeza...
hoje , queria um ramo de flores vermelhas...

R. disse...

A beleza mais arrebatadora: suave, simples e muito impressiva.

Um abraço e os votos de que a beleza seja, ainda, apaziguadora.

al disse...

Uma composição geométrica perfeita.

mfc disse...

Beleza... é do que precisamos nos tempos que correm!

Beijinhos

Licínia Quitério disse...

Tão urgente, a Beleza. Para nos salvarmos.

sandrafofinha disse...

A fotografia que mostraste neste post não contém nada de belo mas mesmo assim espero que a beleza faça parte da tua vida maravilhosa. beijinhos fofinhos querida justine e fica bem.