domingo, 25 de agosto de 2013

Breves, como os dias luminosos - I

 
Não passa, mas ajuda a compreender!
 
 

.
Comme une absence, Anouar Brahem
 
 


20 comentários:

lino disse...

Não há livro que ajude a compreender a canalhice de que estamos a ser alvo!
Beijinho

Graciete Rietsch disse...

Ou ensina-nos o que fazer perante os horrores que estamos vivendo.
Hoje a música deu-me o prazer de aparecer. E é linda!!!!!
Ainda ninguém me explicou o que se passa com este computado.

Um beijo.

Luis Filipe Gomes disse...

As bibliotecas são sítios onde me sinto bem. Para dizer a verdade qualquer local com estantes cheias de livros é aprazível para mim.

João Roque disse...

E muito...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Pois é, mas as pessoas parece que não gostam muito de compreender...

Paula Rodrigues disse...

tou sem livro pra ler

alguma sugestao?

Bjinhos
Paula

GR disse...

A Biblioteca é um local de reflecção, muita calma e por vezes até divertido. Ajuda e bastante a esquecer seja lá o que for.

GD BJ,

GR

São disse...

Não passa, mas é sempre bom ler e informar-se!

Abraço grande

vladimiro disse...

Ler, ler, ler sempre...
... os sons, os sinais. os livros (que sinais são)
Evitar tresler!

Lilá(s) disse...

Se a biblioteca tiver ar condicionado, vale mesmo a pena...
Bjs

Duarte disse...

Quanta sabedoria, nas bibliotecas, e nas tuas palavras.
Concede o dom de poder discernir.
Gosto
Um grande abraço, querida amiga minha

Paula Rodrigues disse...

boa ideia

jinhos
Paula

M. disse...

Sem dúvida. Um bom conselho cheio de sentido de humor sábio.

M. disse...

... E a música, beleza enorme.

jrd disse...

Há um "isso" que passa, mas há um outro "isso" que aumenta...

Abraço

Licínia Quitério disse...

Ajuda, ajuda.

samuel disse...

Nada passa! Tudo se transforma...

Olha... isto aplicado à Física e com uns retoques, era bem capaz de dar qualquer coisa de jeito. :-) :-) :-)

Beijo.

mariam [Maria Martins] disse...

Bem visto!

Beijinhos :)
mariam

Clarice disse...

No ritmo que anda a sujeira vamos precisar de uma biblioteca em cada esquina. Sorte que apesar de tudo a primavera sempre vence. Ou o inverno, quem sabe, rs.
Abração.

Rui Pascoal disse...

Acho que lhe devo uma palavra de agradecimento.
???
Foi graças a si e ao seu blogue que cheguei a Lawrence Durrell, ao "Quarteto de Alexandra" e a outras obras desse escritor.
:)

Bom fim de semana!