segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Quase, quase...


Se tivesse esticado bem o braço,
quase lhe teria tocado...
tal como aquele sonho que, vezes sem conta,
estamos quase, quase a realizar,
e que, vezes sem conta, temos de adiar...
 
 
.

Someday my prince will come, Miles Davis + John Coltrane

20 comentários:

jrd disse...

Quase...

http://bonstemposhein-jrd.blogspot.pt/2010/02/aqui-quase.html

Abraço

São disse...

Tão perto ...e, mesmo assim, inalcançável!

A foto é linda.

Bons sonhos , rrss

Graciete Rietsch disse...

A tua música é tão linda que quase nos põe dentro do sonho.
Lindíssima também a fotografia.

Um beijo.

Luis Filipe Gomes disse...

Neste local (nesta foto) fica-se com a sensação de avistar uma jangada de pedra.

anamar disse...

No teu braço, um abraço, junto com o meu...
E o pé saltita com a música...

Beijo de alguma vontade de te" OUVER."

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

E o que terias encontrado?

Mar Arável disse...

Tão perto que nem lhe podemos tocar
até um dia...

Anónimo disse...

São ilhas de memória, belas!
Quantos sonhos descalços?
É tão bonita, essa ilha de nós!
(sabes que o meu pai acampava nela nos inícios de 50? sempre me fascinaram as conversas sobre "as Berlengas" e o azul)
Bj da bettips

Benó disse...

Bela fotografia quase, quase a parecer as "minhas" ilhas. A música é para sonhar.
Abraços meus.

Rosa dos Ventos disse...

Sonhos adiados não deixam de ser sonhos e de comandar a nossa vida!

Abraço

A caminho de disse...

Quase é uma palavras terrível, tremenda.
Das mais...
Ser quase é quase pior que não ser.
Quase chegar quase custa mais que desistir de chegar.

Mel de Carvalho disse...

quase, quase a reconheço, minha boa amiga. esteve-me tantas tardes, tantos fins de dia à distância de um olhar,e, por perto o chilreio alegre dos meus filhos meninos...
já fui muito feliz num "quase-quase" tão igual a este ...

beijo com carinho
Mel

samuel disse...

Não existe nenhuma teleobjectiva mais poderosa do que um sonho… :-)

Beijo.

Graciete Rietsch disse...

Li outra vez o teu post e surgiu-me esta ideia. Estivemos quase, quase a alcançar o sonho, mas continuamos lutando pela sua concretiazção.

Um beijo.

Lilá(s) disse...

Tão perto e tão longe! fica para a próxima não?
Beijinhos

Paula Rodrigues disse...

lindo

Bjinhos
Paula

Duarte disse...

Que profundidade de campo, mesmo nessa situação!
A vida compõe-se disso, de ilusões, mas acabam por concretizar-se, é coisa de constância: eu aguardo. Sonhar não quero, é falácia, não ajuda nada...
Aquele abraço amigo, bem grande, querida amiga

Maria disse...

Vamos combinar e vamos em Abril?

:)

Humana disse...

para tudo há um tempo certo, justine. abraço

Rui Fernandes disse...

A distância é desde aqui até à primavera.