domingo, 25 de janeiro de 2015

Ilha do Maio - as cabras

 
 Constituem a principal riqueza da maioria da população


São corajosas, elegantes, inteligentes


Alimentam-se de terra, pedra e vento


São as cabras do Maio!
 
 
.
 
Luís Morais, 1996
 


13 comentários:

Luis Filipe Gomes disse...

Espero que lá no Maio eles gostem mais de queijo do que de carne.

jrd disse...

Tudo o que é de Maio -de todos os Maios- tem encanto. :)

Mar Arável disse...

Conheço-as nos olhos

São disse...

Merecida homenagem às cabras de Cabo Verde!

Fica bem

lino disse...

E não se podem mandar os maridos (das cabrinhas) que nos desgovernam para lá?
beijinho

greentea disse...

sobretudo do vento ...são espertas essas cabras do deserto (ou quase)

jorge esteves disse...

...e destimidas!
Lembro, na minha passagem por lá, há longos anos, no barracão que servia de 'bar' à pista, o cabo responsável, queixava-se que elas roubavam os jornais que deixassem nas cadeiras junto à porta...
abraço.


jorge

Isabel Lourenço disse...

Será possível que ,estas bonitinhas,
com tais iguarias produzam algum leite para os seus filhotes?

Graciete Rietsch disse...

Por um bocadinho estive em CABO VERDE.
Um beijo.

DE-PROPOSITO disse...

Aparentemente um mundo inóspito, mas cheio de vida !

Felicidades
MANUEL

Clarice disse...

Obrigada por mais da Maio.
Sempre admiro de ue vivem as cabras e se transformam em bojudas berrantes, rs.

Muito nordestino no Brasil ainda não morreu de fome por conta delas.
Abraços.

Lilá(s) disse...

Que belas cabras! que poses!
Bjs

M. disse...

Solidão ou encontro? Sinto ambos nestas imagens.