domingo, 2 de julho de 2017

As Florestas e os Ventos

 
As Mãos e os Ventos
 
Das palavras amordaçadas em nossos lábios roxos
nascerão ventos,
nascerão ventos.
 
E nascerão mãos
para conduzir os ventos.
 
(in As Mãos e os Ventos, Papiniano Carlos)
.
 

 
 

 

5 comentários:

Luis Filipe Gomes disse...

Vou colocar um azulejo com vento para ti.

Majo Dutra Rosado disse...

Dói o coração ver as árvores nesse estado, em pleno Verão.
Que venham melhores dias...
~~~~~~~~~~~~

jrd disse...

Que venham boas palavras e ventos favoráveis.

Duarte disse...

E nasceram braços, imensos, para abraçar o tempo: mas que ramagem!
Abraços de vida, querida amiga

lembrança de Papiniano disse...

as mãos, as mãos, as mãos!