quarta-feira, 18 de junho de 2008

Belmonte intemporal

Uma gata hospitaleira dá-nos as boas-vindas, e numa vénia graciosa e sedutora convida-nos à visita

E lá fomos, em deambulações sem mapas pelas ruas estreitas de inclinação severa, respirando um tempo parado e circular,

admirando casas ora despojadas e sombrias

ora enfeitadas com pinceladas de cor e artefactos esquecidos.

Por fim, o início de tudo: a escultura elegante do castelo românico, volumetria de arcos e sombras que, desatando os nós da nossa memória, nos transporta a tempos não familiares.
Belmonte intemporal, lugar de segredos e de clandestinidades.

40 comentários:

Duarte disse...

BELMONTE, que grandeza a dessas terras nossas. Desejo ardentemente dispor de tempo para poder reconquistar Portugal, esse imenso património de coisas idas no tempo e das que tanto gosto. As tuas fotografias e os teus comentários encheram-me de gozo. Tudo é grande e belo na nossa terra,

Tinta Azul disse...

Bela a viagem. Como a reportagem. Palavras e imagens.
Beijos

heretico disse...

Belmonte. olhos plenos.de horizonte...

belos bilhetes postais.

pinguim disse...

Andaste pela minha Beira Interior...
Gosto muito de Belmonte, terra com muitos interesses judeus e terra de Cabral, é claro.
Se calhar perdeste, num curto desvio, uma das maiores preciosidades do nosso Portugal profundo - Sortelha!
Beijitos.

Mar Arável disse...

Belmonte pois claro

de preferncia com clandestinidades

e olhos limpos

para que se mereçam as pedras

mais leves que os andores

Fernando Samuel disse...

Em Amesterdão, em Belmonte... seja em que recanto do mundo for, há sempre um gato a dar-nos as boas vindas...
Bonito, tudo: as fotos, os textos... e o bichano...

Um beijo amigo.

um Ar de disse...

Querida Justine,

Nunca te intrometerás, quando nos encontramos por aqui, ou por outros ali(s).
.
Adorei rever Belmonte, através do teu olhar!...
.
É lindo, não é?
.
[Beijo de obrigada, por partilhares uma quarta-feira de Lua Cheia comigo.]

Sal disse...

Uma terra portuguesa, com certeza.
Há anos que lá vou todas as semanas.
É muito bonita, sim senhor. E a Igreja junto ao Castelo ainda tem a imagem de uma nossa senhora que foi levada por Pedro álvares Cabral para o Brasil. É uma nossa senhora ou um s. Tiago? Agora é que já não sei.. Um deles. :)))
Lindas fotos!

Beijinhos

GR disse...

Conhecia Belmonte, uma tia tinha casa lá.
É linda.
Tão linda como os teus sempre magníficos registos fotográficos.

Então uma gatinha tão linda e não é apresentada ao Mounty???

GR

Deusa Odoyá disse...

Oi minha amiga e estimada Justine. Como é lindo e mágico seu Pais.
Viajo sempre quando venho ao seu blog.
Adorei , pois adoro as coisas rústicas e primitivas de uma cidade como Belmonte.
Te aguardo no meu cantinho, voltarei masi vezes.
fique na paz amiga.
beijos da amiga..

Maria disse...

Bonita descrição para belíssimas fotografias.
Do passeio quero crer que ficou uma enorme vontade de lá voltar...

Beijos, Justine

Paradoxos disse...

Belo monte :-) viagem que me fizeste fazer através da tua passagem por lá! Um beijão belo e com montes de fraternidade e respeito!

João Videira Santos disse...

Belmonte é uma das vilas onde deixei o meu olhar de menino e onde cada pedra marca e distancia o tempo.É sempre gratificante encontrar motivos que nos levam de viagem ao passado.
(Agradeço a visita ao meu blog, bem, como o comentário que teve a gentileza de deixar)

Anónimo disse...

Justine, consegues sempre surpreender-me. Até em Belmonte onde vou muitas vezes.
Já agora, acrescento que vale a pena visitar a antiga Tulha dos Cabrais. Funciona lá o Ecomuseu,isto é, o Museu do rio Zêzere.Embora não seja grande, é um museu com muito interesse.

As fotos, como sempre, são lindíssimas e a gatinha é uma ternura ( estou a falar baixinho para o Mounti não ouvir).

Campaniça

Lúcia disse...

Qualquer dias cruzamos, por aí. Segues trilhos que também são meus.

Beijinhos

TMara disse...

fascinante viagem k fiz contigo. Depois de um acolhimento daqueles os olhos viram ainda mais a magia das coisas.
bj
Luz e paz contigo e em teu caminhar

mena m. disse...

Justine com estas tuas imagens de Belmonte, abriste-me de tal maneira o apetite de lhe descobrir os segredos, que estou a planear fazer-lhe uma visita, quando entrar em Portugal daqui a um mês, pois passamos lá bem pertinho!

Reparo que para evitares protestos do Sr. Mounty, começas por postar uma linda gatinha...
Boa táctica!
beijinho

poesianopopular disse...

Justine
São estes contrastes,que nos levam a pensar:-os portugueses podiam ser tão felizes, não fora, o resto!....

Pitanga Doce disse...

Nunca entrei propriamente em Belmonte mas toda aquela região da Guarda é linda. Costumo ir lá ao Centro de Artesanato em Vime que fica á beira da estrada.

beijos, Justine

Anónimo disse...

só tenho um adjectivo :) : LINDOOOOO!!!!
beijocasssss
vovó Maria

Rosa dos Ventos disse...

Cara Justine
Para onde vais descobres gatos, ou serão eles que te descobem?
Gosto muito de Belmonte terra do nosso "descobridor" do Brasil, já lá fui várias vezes mas a visita que guardo no mais fundo do meu coração foi aquela que fiz com os meus filhos bem pequenos a subirem tudo o que era escada e a deixarem-me num enorme sobressalto.
Gostei de rever...obrigada.

Abraço

alternativa pérola disse...

Não sou uma "bloguista" participante...
Mas não resisto às vezes a comentar casas e...cidades.
A casa que fotografaste é uma casa judia do melhor que há por essas bandas. Pena que a vontade de recuperar tenha deixado introduzir essa guarda com corrimão do pior "pastiche" de interior.
As outras casas vão-se inspirando...Obrigada por ires mostrando.

JPD disse...

Olá Justine

Claro que terei de ir a Belmonte.
Bela edição.

mdsol disse...

Grande post linda justine!
Beijos
:)

Vieira Calado disse...

Conheço a cidade. Vou aí todos os natais, pois passo-os e Gonçalo.
É muito pitoresca. Um abraço.

samuel disse...

E assim, com 5 fotografias e umas poucas palavras se fica a querer muito ir lá... se possível, amanhã.
Muito bonito!

Abreijos

bettips disse...

Linda ficou, a abrir as portas das cores douradas, as patitas que se encontram e nos acenam!
Belmonte... e porque não tomamos conta duma aldeia, reconquistando-a para o nosso mágico sentir? Acontece-me nas fotografias, pensar que conquisto o olhar do tempo...
Bjinhos

jasmimdomeuquintal disse...

Belmonte é muito bonito. Obrigad apor mo lembrares.

Carla disse...

que belas imagens de um espaço intemporal e que cativa quem por lá passa
beijos e bom fim de semana

greentea disse...

Belmonte é muito linda!
vale a pena visitar e há umas ruinas de um monumento Celta a caminho de Manteigas que tb são impressionantes , não me lembro o nome mas é uma espécie de Torre


Boa viagem , então. Bjs

Justine disse...

GR - xiiiiu, baixinho, faz como a Campaniça, para o Mounty não dar por nada:))

ALTERNATIVA - vale a pena "postar" umas casas de vez em quando, para te ver aparecer:))


GREENTEA - é a Centum Cellas, e dizem que foi uma prisão...

legivel disse...

... Belmonte e a escultura moldada pelo tempo. Do tempo que já foi mas que perdura.

E uma gata que me parece estar numa posição algo complicada, por tanto querer ser simpática para com os visitantes. Depois do "clik" fotográfico, o animal não caiu de costas?

Estive a comparar e num primeiro momento, se este bichano não tivesse as listas tão escuras, ia jurar que o Mounty Clift também tinha ido a Belmonte. O "M" na testa e a cor dos olhos... Bom... o rabo tem muito mais a ver com a Mia Ferrow. É isso.


Risos, abraço e óptimo fim de semana!

legivel disse...

... Farrow, queria eu escrever...

M. disse...

"Deambulações sem mapas": que bonita expressão!

mariam disse...

aqui, me maravilhei com os lugares, e assisti a uma missa judaica, foi uma experiência que teve tanto de encanto como de espanto...

um sorriso :)

jawaa disse...

Ouve lá, Mounty, a Donaminha (donatua, quero dizer) também te leva a Belmonte, e aquele piquenique foi para lhe ensinares como se lêem as gravuras do Côa?
Agora vou entendendo esse teu ar altivo. Tens razão para isso, pois então, há poucos felinos assim viajados...!
Uma beijoca

Um Momento disse...

Quantos segredos não guardará cada pedra ali pousada...
Belas as casas e lindissimos os artefatos:)))

(*)

Cândida disse...

a música do teu blog é uma marcha fúnebre!?

Cândida disse...

vcs comem pita todos os dias?

já tou a imaginar a cara dos judeus portugueses gays ao lanche:
- blhgrh, pita com manteiga. o k´vale é o galão.

:)

Anónimo disse...

Hey, I am checking this blog using the phone and this appears to be kind of odd. Thought you'd wish to know. This is a great write-up nevertheless, did not mess that up.

- David