sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Parati, o rio de peixe na língua Tupi



Entrar em Parati é como entrar num livro de História. Um recuo no tempo. A ilusão de que acabámos de chegar ao "décor" de um filme de época. Nada mais falso...



Parati é uma cidade viva e pulsante. Há crianças barulhentas a caminho da escola, há gente ocupada em actividades económicas e culturais, há índios que, vindo mostrar o seu artesanato, tentam não abandonar a terra que já foi deles. E há, como em todas as cidades, gente a ver passar o tempo. Que parece não ter passado.
.
Samba em Prelúdio(Baden Powell)

37 comentários:

Fernando Samuel disse...

Como sempre: um belo texto a complementar belas fotos - ou vice versa...

Um beijo de melhoras.

Teresa Durães disse...

tem um ar muito pitoresco

jawaa disse...

«Para ti» parece de propósito para te dar ânimo (obrigada por sobrar para nós, que beleza!).
Ah, mas eu sei a quem agrada a tua - relativa, espero - imobilidade para mais uns mimos... cá por casa, o M. delira quando alguém está de cama, eheh!
Um abraço de boas melhoras.

Maria disse...

Estes teus posts tentam-me, e tentam-me... quando tiver o bilhete marcado digo-te.

Um abraço.

pinguim disse...

Mais uma vez, um Brasil cativante fora de todos os clichés...

MagyMay disse...

Concluo que Parati mexe.
...e com muita cor...

Um abraço, Justine

Licínia Quitério disse...

Parece tudo tão português antigo. As janelas de guilhotina, a carroça, o empedrado. Só as cores das casa denunciam outra alegria: a dos trópicos, que não a nossa. Isto tudo sou eu a falar do que não sei. Imagino.

Cuidado com a pernoca!

Beijinho.

legivel disse...

A nossa comum amiga Licínia tem razão: exceptuando a cor, voltamos à terra-mãe. O Brasil tem muitos desses cenários e que mais parecem perdidos no tempo.. português.

Abraço.

ParadoXos disse...

tãoooo liindooo!!

:-)

dá vontade de estar nas imagens.
dá mesmo.


beijos, muitos!

legivel disse...

Acabei de ler o post sobre Petrónio (perdão), sobre o perónio fracturado e desejo ardentemente que te cures rapidamente e não te aborreças com esse tal de Aquiles, que pelo que percebi, esteve na origem da tua queda. Não deve ter feito por mal, por isso perdoa-lhe. O mesmo não posso dizer do d´Aquela que te entrou pela porta dentro sem pedir licença.
A imagem está cinco estrelas! Tenho uma parecida, com os ossos dos meus joelhos, mas não a mostro porque sou um bocado para o tímido.

mdsol disse...

Gostei muito de Paraty.

Beijinhos

:)))

Duarte disse...

Maravilhado com o que descreves do visual.
Esse aspecto colonial que bem define a origem: tanto na arquitectura como no empedrado das ruas. Num ambiente bem marcado.

Que sigas em franco progresso. Cuida-te, e que te cuidem...

Um grande abraço

poetaeusou . . . disse...

*
bonitas imagens
de Parati,
ao contrario de outro
Parati, que anda por aqui . . .
srsrsrsr,
,
boa recuperação, amiga,
,
conchinhas,
,
*

Violeta disse...

Que sítio lindo para se estar.
Boa viagem. Aproveita!

BlueVelvet disse...

É uma cidadezinha fantástica igual a centenas que existem naquele País maravilhoso, que não é de todo, só a Cidade maravilhosa.
Que bom que o viste com outros olhos.
Beijinhos e as melhoras

salvoconduto disse...

Índio, ainda tem índio? Eles que se cuidem...

Bom fim de semana.

Rosa dos Ventos disse...

E aqui estou eu a olhar Parati através de ti!
E que melhor olhar?
Deve ser bela a cidade...

Abraço

poesianopopular disse...

Parati, para mim graças a ti,e para o mundo.
Quando nos é dada a oportunidade de observar este património, perguntamo-nos- para quê as guerras?
Amiga,fiquei sabendo do que te aconteceu -desejo as tuas melhoras rápidamente.
Beijinho.

Há.dias.assim disse...

Parece-me uma cidade simpática.

Maria P. disse...

Imagens fabulosas.

Saudades de passar por aqui...:)
Beijinho*

bettips disse...

Ora ...para ti e para nós, não há melhor do que recolher os passos nos olhos...Tão bonito e alegre, não podia ser uma aldeia nossa (que a alegria da cor no improviso só...no Alentejo!)
Beijinho

intimidades disse...

adoro as cores e as texturas

lindo

Beijos

Paula

Sofá Amarelo disse...

Tens a certeza que é no Brasil? Não trocaste as fotos por uma qualquer aldeia do Alentejo?... talvez com um pouco mais de cor...

Lembrando Parati... disse...

.. aqui fica um desejo de boa noite que não tive a oportunidade de te dar. Com um beijo.
Acorda melhor.

~pi disse...

entrar no tempo e no espaço

onde

o esvaziamento de si

é uma condição

de abundância

[ matéria

parada de tempos e linhas

que reconheçamos

que recomecemos,






beijo de cor






~

JPD disse...

Belíssimas fotografias.

Relato aprimorado.

Saudações

Rui Fernandes disse...

Olha, Justine: as casas são muito bonitas. Agora acho muito mal esses porcalhões fazerem xixi mesmo no meio da rua.O cavalo é burro, nem sabe estacionar. Os costumes são muito giros: como os orientais costumam deixar os sapatos à porta, esses senhores aí deixam os chapéus. Como há coisas tão giras por esse mundo fora!...

Então e tu? Estás melhorzinha do perónio? Melhoras para ti é o que eu mais desejo.

mena m. disse...

Fizeste-me lembrar esta
India de sangue tupi!

Belíssimo post!

Espero que já estejas quase boa!
Beijinhos

Mar Arável disse...

Tudo tão português

Bj

arabica (goma...) disse...

Rio abundante de cor, rio abundante de serras e terras a perder de vista. E sim, parece tão nosso. Como seria antes de nós, quando era ainda a terra de indios?

Beijos e que o perónio se porte bem. Que não se afaste. :))

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Parati é, para mim, realmente uma jóia.

Patti disse...

Tem das melhores e mais badaladas Feiras do Livro do Brasil. No ano passado esteve lá o Lobo Antunes.

João Videira Santos disse...

As casas, a igreja, as ruas...tudo faz lembrar o Portugal de antigamente. Aliás, como muitas outras cidadezinhas Brasileiras...Gostei do post

mundo azul disse...

___________________________________


Parati é um pedacinho muito lindo do passado...É linda a cidade!


Suas fotos estão muito bonitas, Justine...


Beijos de luz e o meu carinho!!!

_________________________________

Lilá(s) disse...

As imagens são um encanto!até me senti a entrar num livro de História!
Bjs

samuel disse...

Ficou-me atravessado o inglório falhanço da visita a Parati, quando a minha ida ao Brasil se ficou pelo Rio...

Abreijo.

Juliana Sphynx disse...

Belas imagens