quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Rio de Janeiro revisitado


Ao fim de três encontros já nos tratamos por tu, a cidade e eu. Já me oriento sem mapas, já ouso sozinha caminhadas de descoberta e surpresa por alguns bairros da cidade. E ela, a cidade, revela-me a pouco e pouco a sua intimidade, os seus segredos, o seu quotidiano.


Primeiro revisito o Catete, bairro vizinho e histórico, fremente de gente e comércio de rua num bulício alegre, e onde já me são familiares os jovens do sebo e os funcionários do velho restaurante "Lamas". A novidade desta vez foi a roda de choro no Largo de São Salvador, ocupado pela Feira de Artesanato aos domingos, e onde convivem com palavras, música e vários tipos de bebidas todas as gerações da vizinhança. Apetece ficar o dia inteiro!


As fachadas dos edifícios antigos, de rosto enrugado mas orgulhosos do seu passado, são um dos meus fascínios nesta cidade. Perco-me pela Lapa, no Centro ou em Santa Tereza, enamorada e tecendo na minha imaginação fios de histórias e de pessoas que um dia habitaram estas casas.
Quantos romances a escrever!


Uma tarde meti-me no metrô e apenas acompanhada do último livro de Luiz Alfredo Garcia-Roza, que me ensinou o Rio ainda antes da minha primeira visita, segui sorrateiramente o Delegado Espinosa desde a sua delegacia em Copacabana até ao Bairro Peixoto, largo tranquilo e quase provinciano onde ele mora, sem esquecer a passagem pelo árabe da Galeria Menescal, onde ele sempre compra alguns quibes para o jantar.
Que exultante é esta miscigenação entre realidade e ficção!


É verdade que a mão amiga e sábia dos primos me mostrou caminhos, me desbravou recantos.
É certo que a cidade, hospitaleira, se revelou sem reservas.
É inegável que eu, por amá-la, cada vez a conheço melhor.
Assim, para a próxima vez, vai ser um encontro de velhas amigas! Me aguarde, Rio.
.



Deve ser amor(Baden Powel)

41 comentários:

Si disse...

Uiii!
Agora fiquei confusa...
Mas onde é que está o post do boneco corneteiro e da temperatura a 28º???
Eu até comentei e tudo!
Estarei míope ou xéxé?
E está no Reader, mas dá como página não encontrada....
Terá sido candomblé blogueiro???????

greentea disse...

belos tempos , sem dúvida, em q a realidade e a ficção se entrelaçam misticamente

Teresa Durães disse...

Ainda não fui lá e tenho tanta gente a insistir para o fazer

bettips disse...

Prontos...lá vem o meu encantamento: as tuas palavras e o teu mundo como mo fazes ver. Obrigada, linda.
(assinado por "Clea"...)

Maria disse...

Já percebi que tenho MESMO que voar até lá...
Não tenho dúvidas que a tua próxima viagem ao Rio está para breve, breve.

Um abraço

anónimo pelo Rio, contigo disse...

"... por amá-la, cada vez a conheço melhor..."?!
'Tá bem, mas também estaria bem "... porque a conheço melhor, cada vez a amo mais..." ou "... por a conhecer mais, cada vez a amo melhor..." ou...
Bom... fico-me por aqui. É melhor... ou mais?

Obrigado pela companhia.
Ah!,e os primos? que maravilha!, como a cidade... maravilhosa.

Lúcia disse...

Venho do frio de Paris, pela mão do Carlos BO, para o quentinho do Rio.
Vós provocais-me uma gripe, gente!
Mando-vos a conta!:))

Pitanga Doce disse...

Ai Justine que saudade de te ver por aqui a caminhar por essas ruas. Tu e a tua calma e doçura que contrastam com a agitação que é essa tua amiga aqui! hehe

O Rio sempre há de estar à tua espera!

beijos da Mila

pinguim disse...

No teu estilo habitual, falas-nos e mostras-nos não os "clichés", mas as coisas mais simples; uma outra visão, tão pessoal e tão cativante que nos conquista; espero que haja mais...

BlueVelvet disse...

Um outro Rio que amo tanto e cujas fotos me puseram uma lágrima teimosa no canto do olho.
Beijinhos

Azul disse...

Cidade maravilhosa! Música igualmente. Um enorme Abraço e votos de grande 2010!

Novidades minhas no carmim: www.cemtruquescarmim.blogspot.com

Fernando Samuel disse...

É assim que se constroem as amizades...

Um beijo.

intimidades disse...

e uma cidade fantastica, tenhod e la ir :) por enquanto vou vendo os teus magnificos retratos

hehe quem me dera que estivesse calor, o ano passado tive umas ferias unicas, uma experiencia unica, que se pudesse transformava na minha vida lol

Jokas
paula

Violeta disse...

Eu também digo: me aguarde Rio, me aguarde...

Lilá(s) disse...

Que bela reportagem! e que sortuda...
Bjs

JPD disse...

O Brasil ainda não será um destino meu para os proximos três anitos.

O teu relato é extraordinário.

saudações

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Há vários anos que não vou ao Rio. Gosto da cidade, tenho lá bastante família, mas da cidade não sinto saudades. No Brasil sou mesmo sulista.É desse Barsil que eu mais gosto.

Patti disse...

Ai que maravilha! Já estou mesmo a ver que vamos ter reportagem da BOA nos próximos dias.
E música também!

Duarte disse...

Palavras carregadas de sentimentos, que as imagens ajudam a entender, e os sons a interpretar.
Inquieto fico, vontades me entram, conseguirei?
Se foste feliz, e acredito que sim, isso é o que importa.
Beijinhos

O Puma disse...

A espaços estive lá 3 vezes

sempre como se fosse a primeira

Tudo pelo melhor

legivel disse...

... vim aqui encontrar memórias boas (já com alguns anos). O "calçadão" e o Largo de São Salvador são as mais presentes de uma viagem por um Brasil de sabores distintos e de cores impressionantes.

O Mounty teria adorado e de certo que regressaria a miar com sotaque.

Sorrisos e abraços de boas-vindas.

Rosa dos Ventos disse...

Texto, fotos e música tudo "nos conformes", como não podia deixar de ser! :-))
Ontem também não vi o corneteiro, mas afinal tinha ido levar alguma boa nova a teu mando...e já voltou!

Abraço

~pi disse...

fascina-me que me levem pela mão

assim

de olhos abertos

de olhos fechados

co nhe cer como se,




beijo





~

mundo azul disse...

__________________________________


Rio de Janeiro! Sim, ela é linda!
Irei para lá, agora em março... Meu filho está morando lá!
Fico feliz em ouvir falar tão bem da cidade, apesar do nível de violência...

Beijos de luz e o meu carinho!!!

________________________________

samuel disse...

Ai a tentação...

Abreijo.

mfc disse...

Delicio-me sempre com os teus roteiros!
... as fotos... e o que lhes escreves por debaixo!
Sinto-me a viajar também.

anamar disse...

Ah, querida Justine, esses teus passos, sinto-os com a pisar as minhas marcas deixadas ainda há pouco tempo e semppre a pensar na próxima ida...
È muito bom ter poiso por lá, o resto vem por acrescimo.
Amo o Rio...
Ana

Arabica disse...

"Me aguarde, Rio" diz tudo. :)


Bela cidade, belas fotos e tanta criatividade e imaginação nas tuas rotas!

Beijinhos da outra cidade. :)

Rui Fernandes disse...

Dizem que o Rio é não sei o quê, e eu anoto. Mostram-me fotografias de uma cidade maravilhosa, e eu digo que sim.

Não tenho um membro da família que não tenha ido ao Brasil. Eu não. Orgulhosamente aqui, e daqui ninguém me tira. Às vezes lá me arrastam mas tenho uma espécie de elástico que me traz de novo para aqui. Onde estou grudado.

O mundo é um conjunto de fotografias e de palavras. A densidade do real desvaneceu-se. Já não é possível ir lá para comprar postais ilustrados ou mandar cartas com selos raros.

"Estas cartas de nada me serviam. Perdia a noção de realidade, a ponto de duvidar das minhas próprias recordações; custava-me a creditar que tivesse vivido numa cidade como Alexandria. Estas cartas eram a única amarra que me ligava, ainda, a uma existência de onde grande parte do meu ser já se tinha desprendido". (Lawrence Durrel, etc., ibidem)

Pitanga Doce disse...

Hoje estive no Pepino. O Sol estava de rachar. Foi um dos dias mais quentes do ano. A praia te espera, querida Justine.

poetaeusou . . . disse...

*
e o Rio de Janeiro,
continua Mar . . . lindo,
,
conchinhas, ficam,
,
*

MagyMay disse...

Deixa-me que te diga... com a música, já me gingo, por demais!!! (rsrs)

Quanto a conhecer o Rio, faço-o contigo... belas as fotografias, óptimas as descrições e também é bom, sabias?

Um beijo... um abraço... um beijo... um abraço... um beijo... um abraço... um beijo... um abraço ... um beijo... um abraço... um beijo... um abraço

Alien8 disse...

Assim até eu começo a gostar do Rio, cidade onde nunca estive e que nem por isso me atraía, ao contrário de, por exemplo, Salvador. O que um post pode fazer, quando fotos e texto se misturam tão bem para demonstrar o que nos vai na alma, e o que nos foi no corpo!

Um abraço.

TONTURA RURAL MUSICA EXPERIMENTAL E POESIA LUCIA disse...

os mutantes!

Pitanga Doce disse...

41 GRAUS! PAPAGAIO TÁ ARRANCANDO AS PENAS!!!!!!!!!

Licínia Quitério disse...

Uma Mulher na cidade. Intimidades que vais praticando nesse deambular encantado pelos caminhos que te seduzem.
Uma viagem e tanto, Justine.

Um abracinho.

Benó disse...

Dás-nos a conhecer os recantos que são teus duma cidade que é de todos os que a visitam. É impossível não gostar do Rio.
Um abraço, amiga.

utopia das palavras disse...

Cidade linda, fácil de se amar ao primeiro olhar...!
Um sonho por concretizar!

Beijos

Vieira Calado disse...

Cheia de sorte!

Ainda por cima no Rio é Verão...

Bjs

Pitanga Doce disse...

Vai à árvore, amiga.

Caramba! Até eu estou dançando! Que sambinha é esse, mulher? hehehe

M. disse...

Fabuloso texto, Justine!