terça-feira, 15 de julho de 2008

Arquitecturas





Não sei qual mais admirável: se a obra d'arte que saiu da imaginação do homem, se o abrigo-lar que o instinto animal construiu, se o monumento que a sabedoria da natureza edificou.
Qualquer destas arquitecturas me seduz, emociona e silencia.

43 comentários:

um Ar de disse...

Partilho da tua indecisão!...
Qualquer uma é admirável!
.
[Beijo de encantamento...]

pinguim disse...

A terceira, por ser natural e grandiosa, é magnifica e poderosa,
Beijinhos.

poesianopopular disse...

Justine
Podes admirar todas incluindo esta musiica que lhes faz companhia!
Grato por este momento quase único, vou ficar á espera que a música termine
Abraço

4º esq., hoje disse...

Hoje... estou no 4º esq.!
Pois eu, seduzido, emocionado mas não silencioso, acho que - porque acho coisas... - que a quarta maravilha - parece que se decretaram serem 7! - é a que permite comunicar, por imagem e palavra (escrita ou não), o que se sente. E fazê-lo assim com simplicidade e naturalidade.
E qual a 5ª ou o 5º?

Teresa David disse...

Fantásticas esculturas onde a da cegonha na sua simplicidade mas ligação á natureza me fascina, embora aquele edifício "prato" também me tenha agradado.
Bjs
TD

mena m. disse...

A que mais me fascina á a do caos organizado das rochas!
Como livros que se foram arrumando, encostadinhos uns aos outros, diversos volumes de uma grande enciclopédia!
A cegonha enternece-me no seu papel de mãe (ou será pai) zelosa e a primeira vem confirmar que o homem também saber ser grande!

Beijinho Justine, se puder vou espreitando de vez em quando...

greentea disse...

qualquer delas é linda!

lembro-me de em Africa me deslocar mato adentro ou à beira das praias e me deliciar com a arquitetura das palhotas ou dos simples abrigos do sol e do vento ou ainda dos simples monumentos aos mortos, com seus troncos entrelaçados e uma cobertura de canas ou capim

Sal disse...

gosto. pronto.
gosto das três. gosto. ponto.

bjs

CATARINA POETA disse...

Interessante encontrar em teu blog uma foto do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, minha terra natal.Grande obra de Oscar Niemeyer.Gostei do teu blog. Beijo.

Duarte disse...

Já o confirmou Lavoisier.
A natureza deixa-nos estupefactos dia a dia, se nos dedicamos a contemplar que o vento, a água, ou simplesmente o tempo, podem lograr tais alterações.
O homem nesse infinito afã de superação pode criar o imprevisível.
As aves, depois dum trabalho árduo, conseguem o reduto adequado para receber aos seus filhotes. Como desfruto por terras de Castela ao ver esses imensos ninhos nos campanários das igrejas, e as cegonhas a correr num quintal, como as nossas galinhas.
Na natureza nada se cria ou se destrói só se transforma.
Justine, querida amiga, a mim também me provocas tão nobres sensações.
Um grande abraço desde terras valencianas. Aqui te espero...

Maria disse...

A última é mesmo de arrepiar...
Como somois pequeninos perante tamanha beleza...

Beijo

~pi disse...

prefiro o ninho.

porque nele sou-me... sou :)

[ a minha veneza não é de morte

mas morte em veneza é o filme que mais se assemelha ao que sinto às vezes,

, um dos filmes da minha vida:

todo ele,

preto no branco,

morte

e água...



~

Pitanga Doce disse...

Fico com a foto do meio que o pássaro não andou a fazer Arquitetura na Moderna. hehe

beijos Justine

Vieira Calado disse...

Para lhe ser franco, aprecio sobretudo a última.
É que eu sou um apaixonado pela mineralogia, estratografia e tudo quanto tem a ver com a evolução do planeta.
Obrigado pelo seu comentário no meu blog.
Bjs

mdsol disse...

Gosto de todas e sobretudo do TEU FIO CONDUTOR. Mas tenho um carinho especial pela primeira, coisas cá minhas!
:)

Rosa dos Ventos disse...

Tudo o que é belo nos deixa assim, sem jeito, deslumbrados, emocionados...

Abraço pelas belas imagens

jasmimdomeuquintal disse...

sim, seduz e faz-nos pensar..
Eo gato mais popular da blogosfera, como está?

Lúcia disse...

É aquele chichezinho, mas que às vezes é isso mesmo: sentimo-nos tão pequeninos perante coisas belas e simples.
Beijinhos

Tinta Azul disse...

Como não é preciso decidir de qual gosto mais, fico assim: gosto muito muito de ambas, assim como das fotografias que as mostram de modo a que gostemos mesmo.
beijo

samuel disse...

Acho que depende das horas e do estado de espírito...
Na dúvida, posso ficar com todas?

Abreijo

mariam disse...

volto mais logo ........ :)

Licínia Quitério disse...

Maravilha é também isto de nos sabermos maravilhar e silenciar perante a sabedoria das várias arquitecturas (serão mesmo várias?!).

Beijinho.

alternativa pérola disse...

Tal como "mdsol" não direi um fraquinho mas declaradamente a primeira. Mas eu sei porquê.
Porque não foi obra de qualquer instinto ou acontecimento natural...
Foi resultado da sabedoria, da consciência cívica,da poesia, da música, dum dos grandes génios ainda vivos.
Que ainda um destes dias disse numa entrevista, que mete sempre na sua equipa... um filósofo! Porque é importante pôr as pessoas a pensar e a discutir sobre o que fazem...
E é bela de cortar a respiração.
As Minhas homenagens ao grande mestre "NIMAYER".
Um beijo para ti por ousares a polémica...

Fada do Amor disse...

Todas elas são lindas.

TINTA PERMANENTE disse...

Subscrevo inteiramente a trilogia, se bem que, por vezes, as primeiras (das arquitecturas) me assustem!...

abraços!

Justine disse...

Agradeço a TODOS o interessantíssimo diálogo e a partilha de gostos arquitectónicos, mas permitam-me uma palavra especial para uma PÉROLA de amiga, que aparece poucas vezes: ALTERNATIVA, este post foi feito a pensar em ti,desejava a tua participação :))Beijo

L&E disse...

Difícil escolher...

Um abraço.

Eyes wide open disse...

Bem dífícil de escolher...

onde é a última? (recorda-me a arriba fóssil da Fonte da Telha)


*

Justine disse...

EYES - é na Ilha de Porto Santo, lugar tranquilo e belo por enquanto, mas temo que por pouco tempo

GR disse...

Impossível escolher!
Todos os registos fotográficos são belíssimos.

Bjs,

GR

mariam disse...

gostei de todas também, a primeira é "arte pensada e sentida...é arte" a segunda é "arte do quotidiano" a terceira é "arte natural" da artista natureza (pronto, acabei de "inventar" mais três adjectivos para a arte, que de todo, não sei comentar! apenas dizer se gosto, ou se nada me diz.. neste caso a primeira e a última senti emoção ao observá-las.)

boa semana
um sorriso :)

Fa menor disse...

Tens razão. Mesmo assim, fascina-me mais a terceira!

Beijinho

Benó disse...

Se ficas seduzida, emocionada e silenciada perante as arquitecturas mostradas que dizer das obras grandiosas arquitectadas pela Natureza?
Deixo-te com um grande abraço e desejos de um bom fim de semana.

bettips disse...

Pelos todos e diversos motivos; e porque sim!
Fábulas do olhar.
Como poderia saber "preferir"?
Bjinhos

Patanisca disse...

Eu acho que não há arte vinda da mão do ser humano, eu acho que não há arte vindo do artefacto nascido do instinto, eu acho que não há arte vinda das forças caóticas da natureza: eu acho que a arte vem desta capacidade de me emocionar com o que vem da mão do ser humano, com o artefacto nascido do instinto ou do que vem das forças caóticas da natureza.

Mas é uma perturbação que não sei de onde vem. Quando genuinamente me emociono sei o pouco de genuíno que há em emocionar-me. E não distingo, nas arquitecturas da minha emoção se ela é um produto do meu instinto zoológico, se provem das forças caóticas e arrasadoras da minha natureza se são obras que moldo com labor e uma infindável paciência com as minhas mãos.

O que é admirável, no fim de tudo, é emocionar-me.

Bjos

José Manuel Dias disse...

Fotografias fascinantes...

busillis disse...

Admirável! Bem arquitectado!

Abraço Amigo, se me permitir!

heretico disse...

gosto de acreditar que é a natureza que imita a arte...

mas compreendo a indecisão!

beijo

M. disse...

Cada uma ao seu jeito. Todas me agradam. Não comparo.

BlueVelvet disse...

Fico-me pelo pássaro. Os anomais sempre me emocionam.
Veludinhos azuis

Fernando Samuel disse...

Talvez porque são indissoluvelmente complementares...

Carla disse...

indecisão...perante a beleza
boa semana
beijos

jawaa disse...

Esqueceste de referir a obra de arte de quem fotografou...