quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Pura Provocação

Foco de luz : coração. Fonte de vida: sexo. Arrojo profano.
.
Beethoven,Sonata "Patética", Rondo, Allegro
(desenho de G.Casquilho, 1988)

36 comentários:

Maria disse...

Provocação Linda!

Pedro S. Martins disse...

Parece que ambos estão a ver o céu posterior.

BlueVelvet disse...

Porque será que desconfio que esta provocação tem a ver com a história da capa de um certo livro???
Beijinhos

salvocobduto disse...

Mais um blogue candidato a uma "visita"...

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Justine, espectacular....
Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
profano ?
etéreo !!!
,
sublimes conchinhas,
,
*

jawaa disse...

Pois, alguém refere a capa de um certo livro... e eu refiro outro livro com a outra imagem que faltava.
Também há.
Belo desenho este.
Abraço

Paula Raposo disse...

Tão certo...beijos.

mac disse...

Se tomas cuidado, a policia ainda vem de lápis azul em punho apreender-te o blogue :-))
Gostei do desenho.

Tinta Azul disse...

Sobre este tema recomendo:

http://pulsardaqui.blogspot.com/2009/02/comovente.html

:)

BJS

JPD disse...

Do Norte veio a triste notícia da recolha do livro por estar exibida na capa a reprodução de um quadro onde é veemente genitália de uma mulher.

Os guardiães de uma certa moralzinha estão activos.

Percebe-se mal o desinteresse e falta de reacção à pornografia desenfreada que por aí campeia...

Duarte disse...

Movimentos livres dum corpo ágil.

A ARTE não é pornografia, é beleza...

Beijinhos

Carla Silva e Cunha disse...

gostei do que vi e li
parabens pelo trabalho
boa semana
beijinhos
Carla

pinguim disse...

Ainda há quem confunda erotismo com pornografia...é pena!
Beijinhos.

anamar disse...

Bela escolha Justine!
Eles...com as suas maldades exacerbam ainda mais os nossos espíritos!...

Mar Arável disse...

Cuidado

o poder só está em exercícios

mena m. disse...

Quem desenha assim é artista!

Gostei este protesto!

beijinho

samuel disse...

Muito bom!

gostei de ver. aqui! disse...

Pura provocação!
E permito-me acrescentar que não é capa de um livro (poderá vir a ser...) mas é quadro na parede de um quarto. E fica lá tão bem que ali se encontra há muitos anos.
Tal como a pequeníssima e a (ainda mais) provocadora legenda e o pedaço da "patética" do sr. Beethoven.

Nocturna disse...

Nestes tempos em que as provocações estão a ser tão perseguidas pela onda de "pudor" que está a travessar este país é bom encontrar alguém que nós faz esta belíssima provocação.
Muito bela
Nocturna

Rosa dos Ventos disse...

Bela provocação...venham mais!

Abraço

Arabica disse...

O sentido provocatório das tuas palavras, fazem adivinhar o altar irreverente da escrita...


beijos

Lúcia disse...

Maravilha!:)

as-nunes disse...

Claro que vem logo à ideia aquela estória do livro apreendido pela PSP em Braga!
Hoje, na rádio, ouvi uma empregada do livreiro, toda eufórica, a dizer que o livro já está a esgotar.
Pudera, com tanta trapalhada que resultou em publicidade gratuita!
E que o MP até ficou como os livros apreendidos? Diz que é da Lei, para averiguações!
Boa!

mdsol disse...

Tungas! Justine!

beijossssssssssssssssssss

Maria P. disse...

Excelente provocação!

:)Beijinho.

tinta permanente disse...

Um arrojo, dizes. Será! Um Casquilho, penso eu. Mas não digo!...


abraços!

cristal disse...

A do rei!!! E mais não digo porque estou muito cansada!!! Deste país, sobretudo! BJS

Fa menor disse...

Faz pensar... faz!

Bijos

Idun disse...

pura por vocação?
ai, ai, deixa-me ir reler o título, pois acho que tive uma ilusão de óptica!

bettips disse...

Pois, entre Braga e Fátima venha a polícia e escolha!
Não sei porquê, lembrei o diácono Remédios. Está a moral tão "quebradiça" com tanta amoralidade à solta.
Belíssimo (mas terias mil posts para fazer de desenhos e quadros belos)
Bj

M. disse...

Posso estar a ser ingénua, mas a mim parece-me que se tratou apenas de uma atitude idiota e apressada provocada por algum idiota de pensamento tacanho. É o que me parece.
Quanto a este quadro, é lindo.

legivel disse...

"Sim, corei. E mais não digo
sobre tão malévola provocação.
Que caia sobre mim duro castigo
por ousar olhar com atenção."

A partir desse dia, a criança que ainda havia em Manecas Jesualdo deixou de existir. O seu olhar, antes tão puro, agora reconhece num ápice a podridão mundana. Editou recentemente um ensaio onde defende que objectos ou produtos que possam provocar imediata associação com os aparelhos reprodutores masculinos e femininos, devem ser de imediato reformulados das suas características actuais. Estão neste caso - e por exemplo, charutos, pepinos, cenouras, buraco do bolo-rei e da agulha. Até o buraco do ozono poderá ter os seus dias contados...

Fernando Samuel disse...

Dizes bem: pura provocação...


Um beijo.

mfc disse...

O arrojo cada vez se torna mais necessário.
Hoje ele é equilibrador!

Alien8 disse...

É uma bela provocação, Justine, e musicalmente bem acompanhada, quando mais não fosse por causa do patético que por aí tem aparecido.

Boa semana!