segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

A Serra da tua infância



A Serra que eu conheço, que por vezes atravesso em percursos de familiaridade, tem a pele rugosa e escura de pedras e vegetação estoica.
Esta, que me aparece ao desfazer da curva, tem faces de uma suavidade falsa e branca, fora do tempo. E que sem eu querer me transporta para aquele dia, há muitas vidas atrás, em que contigo pela mão te mostrei o que era neve, satisfazendo a tua curiosidade de criança fascinada com a descoberta das coisas. A beleza da Serra mantém-se fria e hipnotizante, assim como tu te manténs criança na minha memória e no meu coração.
Com a saudade no olhar mergulho por momentos no mundo dos ecos e dos silêncios. Depois, devagar, sigo caminho...
.
In a sentimental mood - Sonny Rollins and The Modern Jazz Quartet

40 comentários:

nuno leite disse...

Sigo teus passos. Sigo caminho, para ser de novo crianca.
No coracao, aquele gorro de la, azul/vermelho com pompom a coroar. No andar, procuro a tua seguranca, que nao ira tardar...
Gosto muito de neve... Mas muitissimo mais de ti.

a teu lado disse...

A teu lado, acompanhei-te nesta viagem ao passado tão presente em ti. E tens a minha mão para o caminho a fazer...mos.

Belisa disse...

Olá
A Serra é linda! Linda!
Parece-me mágica, adorei ler este post!
Muitos beijinhos estrelados

Juani disse...

Nunca he estado, pero siempre me han dicho que es preciosa y por tus fotografias puedo ver que es asi, que tengas un buen dia
saluditos

samuel disse...

Grande texto!
Gosto mais da outra Serra... sem a suavidade falsa e branca...

Paula Raposo disse...

Uma magia!! Ecos e silêncios e a saudade ao desfazer da curva...belíssimo!! Beijos.

Fernando Samuel disse...

Porque é preciso seguir caminho...


Um beijo.

mdsol-mascarada disse...

Oh Justine
Que lindo texto pleno de VIDA: descoberta, amor, saudade, e... continuar sempre...
beijos comovidos
:))

Violeta disse...

Com a saudade no olhar mergulho por momentos no mundo dos ecos e dos silêncios. Depois, devagar, sigo caminho...
muito bonito.

Pitanga Doce disse...

Sim , esta Serra é mágica! É tão linda em verde como em branco, parecendo uma bolo de noiva.

Também já levei comigo crianças de duas gerações para vê-la e cada uma teve uma reação diferente.

Eu é que sempre hei de amá-la e sentir saudades todos os dias.
É tua a Serra. É nossa.

beijos de Pitanga

Anónimo disse...

A Serra da Estrela é branca no Inverno, verde, castanha e agreste no Verão, mas sempre uma Senhora Serra.

Também sinto e penso como tu. No coração e na memória das mães os filhos são sempre crianças. Eles sabem e... gostam.

Campaniça

BlueVelvet disse...

Também tenho momentos destes em que com a...saudade no olhar mergulho por momentos no mundo dos ecos e dos silêncios. Depois, devagar, sigo caminho...
Vou seguindo...
Adorei.
Beijinhos

utopia das palavras disse...

apesar da terna saudade, dos ecos e dos silêncios... seguimos o caminho devagar...!

Prosa muito intima e bonita de se ler!

beijinho

salvoconduto disse...

O sax de Sonny Rollins e o vibrafone de Milt Jackson transmitem às imagens o calor que elas não têm.

mfc disse...

Toda a evocação é melancólica... mas algumas fazem-nos sorrir!

Maria disse...

Acho que sei o que sentes. Acho.
Também sigo caminho...

Um abraço apertado

Licínia Quitério disse...

"sentimental mood" feito de neve de ontem e de hoje e de mãos que nunca se querem longe. Há o aperto no coração, pois há. E um menino pedalando entre canais, com um coração sensível como o teu.

Um beijo, Justine. Outro.

tinta permanente disse...

A neve será sempre uma porta para o imaginário...

abraços!

cristal disse...

Ai como eu sei o que sentes!!! Gosto da neve, gosto da música, gosto da nostalgia, gosto da descoberta, gosto de seguir caminho (contigo por perto) BJS

Rosa dos Ventos disse...

"Eles" ficam assim para sempre na nossa memória e no nosso coração...
De gorros de lã, com borlas no alto e a mão na nossa mão!
Lá deitei eu uma lágrima!

Abraço

intimidades disse...

lindissimo]


jokas

Paula

poesianopopular disse...

Amiga
...Se tudo tivesse a pureza da tua Serra, e a beleza do teu texto, acompanhdos por este tenor e este exiloforne, estaríamos mais perto da perfeição!
Abraço

Sofá Amarelo disse...

A Serra é magia feita de branco, debroada com cores mescladas de granito... Serra - também - dos meus encantos...

Duarte disse...

Caminhos que nos conduzem a um tempo passado que a nostalgia invade, quase sempre para bem: recordar é viver.
Que sejas sumamente feliz, hoje e sempre.

Abraço-te com a emoção dos sentimentos

Alien8 disse...

Algum dia tinha que vir aqui...

Para além da Serra, gatos e José Gomes Ferreira! Tanto me bastaria, embora tenha visto e lido mais.

Como Cry Me a River e todo o Chico Buarque.

Boa semana!

anamar disse...

Belo texto Justine!
A serra e a nostalgia dos filhos!
Por terras serranas continuo. O deslumbramento do silenco e da solidâo consentida!
Ao longe, o branco rodeia-me, o céu é azul...
É tempo de ficar!

anamar disse...

Belo texto Justine!
A serra e a nostalgia dos filhos!
Por terras serranas continuo. O deslumbramento do silenco e da solidâo consentida!
Ao longe, o branco rodeia-me, o céu é azul...
É tempo de ficar!

bettips disse...

Horas impróprias, bem sei...estas minhas e as nossas, de recordar mão pequena na nossa. E toda a confiança, alva como ela. A mão, a mãe, a neve.
Bjinho com coração lamuriento aussi!

pinguim disse...

Sendo eu natural da Covilhã, onde vivi até aos meus 16/17 anos e onde volto sempre, é natural que as imagens da Serra, como sempre lhe chamamos, me sejam absolutamente familiares; e que belas recordações evoco ao ver estas fotos no branco Invernoso ou no Estio; e aproveito para falar no mais belo ponto da Serra (para mim, é claro) que é o Covão da A Metade, onde nasce o Zêzere e logo ali a seguir à curva grande se nos depara o magnífico vale glaciar - o único em U de toda a Península, com Manteigas lá no fundo...

Arabica disse...

Justine

a serra tão bem descrita por ti, passo a passo pela viagem da memória, de mão dada com o calor das tuas lembranças...

Fomos lá contigo.

E agora seguimos caminho.

Beijos e um bom dia de sol :)

dona tela disse...

Vou-lhe confessar que nunca fui à Serra da Estrela. Mas tenho esperança de lá ir na Páscoa, acredita?

Muitos cumprimentos, Dona Justine.

mena m. disse...

Como não ficar sentimental e nostálgica ao ouvir esta música e olhar a Serra envolta num leve manto de neve?

No coração as quentes e doces lembranças das aventuras com os meninos e meninas para quem a nossa mão foi porto seguro...

Encantador este post, Justine!
Belas as fotografias!

Beijinho

Duarte disse...

Vim ver a neve e recordar uma situação idêntica...

Cheira a serra,
cheira a monte.
Chamasse Estrela.
Desde Seia,
estradas estreitas,
neblina,
abismos,
pendentes,
arrepios.
Ainda os sabores fortes
àquele queijo!
Céu tapado,
depois,
céu aberto...
céu azul,
nuvens de algodão.
Tudo branco!
É a neve!!!

Beijinhos

~pi disse...

perdi olhos ( e alma

em estrelas de

pedra




beijo



~

Idun disse...

os lugares da memória, cheios de imagens. mas esse caminhar de mãos dadas, justine, continua, há-de continuar sempre. porque os adultos procuram a mão dos seus pais, para se sentirem, outra vez, meninos.

marradinhas afectuosas.

vovó disse...

Amiga!
a serra (pode) é linda. a neve... também o é. mas as tuas palavras, são de uma beleza e de uma ternura, verdadeiramente sublimes!
beijocasssss

tulipa disse...

Amiga, vim finalmente espreitar o teu cantinho.
Uma ausência forçada pelo meu novo estado de funcionária que regressa ao activo e acabaram-se os dias e dias à boa vida...não era bem assim, mas tinha todo o tempo do Mundo.

Que coincidência: Domingo estive nesta Serra!!!

Custa-me a perceber como é que muitas pessoas «vibram» com os melhores filmes, os melhores actores, as melhores actrizes, etc, quando geralmente nem sabem quem eles são, se lhes perguntarem em que filmes participaram ficarão engasgados...
Quem se interessa por cinema, além de assistir aos filmes, lê muito também sobre as histórias e os actores que estão envolvidos no filme.
Sou cinéfila assumida, adoro filmes!

Beijinhos e votos de boa semana.

jawaa disse...

Imagens tão especiais que parecem de mentira...
Beijinho

Tinta Azul disse...

Já é linda a tua Serra mas, com as palavras com que a bordas ainda fica mais bonita.

BJS

Benó disse...

Não sou serrana mas gostei de te ler e com o óptimo fundo musical que escolheste fizeste-me recordar.
Desejo-te uma boa noite.