quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Périplo americano VI - New York inesperada


Nunca pensei encontrar vendedores ambulantes em Manhatten .
A fruta, deliciosa!

Encantadores, embora tocassem mal, os dois miudos em concerto de sax na esquina do Radio City Music Hall

E uma esplanada para descanso dos passeantes, ali mesmo no meio de Times Square?

Divertiu-me este anúncio sugestivo...

...assim como o pardal, que roubou atrevido um pedaço de pão de uma mesa no Bryant Park

Estas tinham o ar cansado de quem acabara de atravessar o Atlântico. Não abonavam muito a favor da pesca portuguesa

Esta inusitada cena, em plena 5ª Avenida, fez-me recuar muitos anos

Com este partilhei o meu lanche de nozes e amêndoas, em Central Park

E a minha surpresa ao ver, na avenida principal de Harlem, uma horta de tomateiros e outros legumes?

E nem neste aspecto NY me desiludiu. Este estava na montra de uma loja, no Soho. Belo como os objectos de design que lá se vendiam.
.
Cidade cosmopolita e provinciana, moderna e clássica, serena e frenética, aristocrática e popular. New York, my kind of town!
.
'Round Midnight, Miles Davies/John Coltrane

31 comentários:

MagyMay disse...

Invejei a fruta (ambulante)
O desinibido, da esplanada assim sem mais nem porquê.
O que poderia ser o luso-garfo.
O encanto do pardalito.
O "wild" às exaustas "portuguese sardines"
A particularidade de "é uma horta portuguesa, concerteza... concerteza é uma horta portuguesa"
O olhar felino....

Rosa dos Ventos disse...

Ainda me pões a suspirar por uma ida a New York! :-))

Abraço

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Parece-me que a última foto vai provocar uma onda de ciúmes...

bettips disse...

Um gato? Ok, Mounty, everything is going to be allright ...não os ouves? é tudo o que sabem dizer na tv para sossegar o planeta onde marcham. Mas o encanto persiste, de algo pensado em grande, para esquecer as terras perdidas do lado de lá do mar. Confesso-me assombrada pelos olhos da donatua. E tu? fazes uma careta e um miado alto lá p'rás 5 da matina, olá se não te topo à légua: estrangeiros fora do terreno, já!...
Bjinho

Pitanga Doce disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pitanga Doce disse...

Dizem que New York é uma mistura de tudo, mas eu ainda prefiro as cidades da Europa. Têm um fascínio maior para mim.

boa tarde Justine

Fernando Samuel disse...

Bom, tenho que ver se me... organizo e vou até lá.

Um beijo.

pinguim disse...

Uma cidade de contrastes, onde nada causa admiração, pois tudo é possível acontecer ali...
Beijinho.

com senso disse...

Ao principio ´NY só impressiona pela grandiosidade, pela altura dos edificios e por muitas zonas sombrias... Depois a cidade torna-se fascinante, quando deixamos de andar de pescoço esticado a olhar para o topo dos edifícios e começamos a reparar nas pessoas, a ver os espectáculos, a entrar nos restaurantes... a vivê-la...
Fiquei com uma imensa vontade de voltar a vê-la....

Beijinho

mfc disse...

os olhares mágicos de quem sabe ver...

Duarte disse...

Gostei desta visão de NY, tão tua: dessa forma tão especial de ver e comentar.

Um beijo de agradecimento

Mar Arável disse...

Quando aí estive

também fui alegremente surpreendido pelo teu pardal

Admite que seja outro

pois na verdade

a coisa não é fácil

Agradeço todas as imagens
e desejo um bom jaze
no sítio certo
imperdível

cristal disse...

Também é esta NY a que mais me seduz!

Benó disse...

NY inesperada mas de onde tudo se espera, tal como acabaste, hoje, esta tua reportagem: cosmopolita e provinciana, clássica e moderna.... haverá muitos mais adjectivos para lhe serem atribuídos mas estes servem-lhe lindamente.
Obrigada por ma recordares!
Um abraço.

a gosto de disse...

Nova Iorque a gosto de (e a gozo de) nós... Neste Agosto lembrando Julho. Será logo, em partilha com amigos. Em tertúlia.
Com a dorida lembrançs de outros a gosto de, com outros sons e pintados com tinta de outra côr.

Estou a comentar em código?! Talvez não para todos, decerto não para ti.
Até logo, n'Adega da Burra.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Volto, só para dizer que a canção do dia de hoje lá no CR lhe é especialmente dedicada. Parece-me que vai bem com as suas magníficas fotos. Espero que goste.

poetaeusou . . . disse...

*
amiga
o sonho Americano, não passa
de um sono . . . profundo !
,
conchinhas, deixo,
,
*

jawaa disse...

Agradeço este passeio contigo porque gosto de ver as mesmas coisas.
Todas as grandes cidades têm dentro de si um pulsar que é preciso ouvir... Os prédios a tocar o céu vêm em todos os postais para turista.

Um abraço

♥ ♥ Rabiscando disse...

Foi um passeio maravilhoso em suas fotos q são belíssimas.

♥ ♥

Vieira Calado disse...

The New York

só conheço a música do Sinatra...


Cumprimentos

samuel disse...

Estou ganho para a ideia! Agora só falta arranjar patrocínio... senão nikles! :-)))

Abreijo.

Fa menor disse...

Belíssimas imagens em que me perdi.

Beijinhos

Violeta disse...

da bem que estás a gostar.

Arabica disse...

Justine,

até eu fico surpreendida!

Sabes, deduzo que o mérito é teu e desse teu olhar, irrequieto na procura, exigente no momento fotografado.

E ainda que se possa rápidamente recuar no tempo, rápidamente voltamos ao presente.

Posso levar uma peça de fruta?

Sortudo do esquilo! :))

Beijos

Lilá(s) disse...

Quando visitei NY tinha estado uns dia no Canadá, daí que levei um tempinho a digerir a diferença...mas gostei claro.
Bjs

Licínia Quitério disse...

New York é um país??

Beijo amigo.

tulipa disse...

Fiquei com uma imensa vontade de voltar a visitar N.Y.
Obrigado por me fazer recordar tão belos momentos na minha vida.

“A frouxidão no amor é uma ofensa,
Ofensa que se eleva a grau supremo;
Paixão requer paixão, fervor e extremo; eu ardo, eu gemo; eu choro, eu desespero, eu clamo, eu tremo…”
Andando pela net, descobri esta poesia de Bocage.
Como estou de acordo com o 1º dos versos:
“A frouxidão no amor é uma ofensa…”
Pergunto, qual a tua opinião?
Vem, diz-me o que achas.
Para mim:
No amor tudo deve ser sentido e vivido com bastante intensidade.

Bom Domingo. Beijos

Gárgola disse...

Adoro NY! A possibilidade destas surpresas e ritmo contrastante entre quem vive e quem passeia. Mas sempre este enorme leque de possibilidades.
Realmente o teu Périplo americano foi sensacional.
Vamos ver si algum dia dá uma escapada e vem por estas terras daqui (tem vôo direto do Porto a Girona, muito baratinho!!!). Seria genial passear contigo na minha cidade adotiva!

beijos

M. disse...

Gostei de viajar até aqui através dos teus olhos com palavras e afectos dentro.

GR disse...

Adorei ver estas fotos cheias de cor.
O Gato Yankee é lindíssimo, como o esquilo, os músicos, os vendedores, já a sardinha…pelo aspecto, nem para os gatos.
Esquisito a esplanada no meio da rua e a cara de admiração do SR!!!
Quanto ao pardal, em Setembro conto-te uma história.
Valeu mesmo a pena essas férias.

Bjs,

GR

Juani disse...

realmente una ciudad donde se puede ver de todo , espero algun dia poder visitarla
saluditos