segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Nespereira pletórica








E se a nespereira cumprir todas estas promessas em flor, vamos ter nêsperas para comer, dar e vender!


18 comentários:

Maria disse...

... vender????? hehehehe
A minha avó tinha no quintal, na nossa cidade, mesmo ali na Praça (havia quintais por trás das casas, dantes..... mesmo em sítios como a Praça...) um limoeiro e uma nespereira. Assim que as víamos alaranjadas, às nêsperas, era um sobe e desce da árvore sempre sob o olhar atento da avó, não fosse algum de nós cair......
Quando temos este tipo de recordações é porque estamos a ficar velhos, não é?

Beijo, com amizade

Justine disse...

Não, é porque não nos esquecemos das coisas importantes da vida!
Beijo igual ao teu

Joaquim Amândio Santos disse...

a minha homenagem aos bloggers, esses palmilhantes da partilha!



o que é o conhecimento?

visão directa do corpo e da atitude?
prolongado caminho nem que condutor à saturação encapotada?

Vivência superficial feita de fait-divers e não de curiosa partilha sem hora nem condicionalismos marcados?

Será assim tão impossível iniciar o conhecimento na distância? julgo que não e defendo tal desiderato.

Justine disse...

Joaquim, obrigada pela parte que me toca na homenagem!
Retribuirei a visita...

bettips disse...

Promessas das árvores, sempre cumpridas.
Como hábito, dou-te uma vista de olhos (felizmente não escreves se não "essencial"). E assim, av. da Liberdade, e assim gato tonto, e assim jardim a acenar...
Ele (o Mounty) faz-me lembrar o gato enigmático da "Alice".
Obg e Bjinhos

Pérolas Alternativas disse...

Tenho lá, julgo que uma filhota dessa nespereira, que este ano se inicia com rebentos...
Como é jovenzinha, não está tão exuberante, mas já promete qualquer coisa...

Justine disse...

Bettips, o Mounty às vezes também passa para o outro lado do espelho...:)
Bj

Justine disse...

Pérolas, que bom "ver-te" por cá!
Então é sabido, vamos ter boas nêsperas para comer, não só na minha,mas também na tua aldeia.
Beijo

APC disse...

Lá pletórica é ela... Está re_pleta! :-)

Um abraço grato!*

nuno leite disse...

Recordo-me, sorridente, das vendedeiras do Bolhao, no Porto... Belas magnorias, carago! As tuas tambem vao ser bonitas...

burro disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Justine disse...

Nuno, não era bem "carago" que elas diziam ( e provavelmente ainda dizem)...mas foi também nessa altura que aprendi o significado de magnórias! :)
Beijo

Justine disse...

Ou seriam magnórios?? Já lá vão quase 40 anos...

Rosa dos Ventos disse...

Hoje sem falta vou ao meu jardim.
Talvez traga novidades...
Só me fazes inveja!

Abraço

Justine disse...

Rosa, :), inveja não, que é feio - emulação!
Abraço retribuído

herético disse...

tens razão na cautela - por vezes as flores são apenas perfume...

gostei. grato pela tua presença

Boa Lingua disse...

Sabias, cara Justine que a tua nespereira já é avó? De flores, por enquanto...
Quero repetir em breve a fotografia das Madames junto à árvore, agora já à sua sombra!

Justine disse...

Tem mais sorte que eu, a nespereira :))
Aqui a "modelo" fica à tua disposição para a foto de "família"...
beijo