segunda-feira, 16 de março de 2009

Amargo estilo novo




Tudo é fácil quando se está brincando com as flores entre os dedos,

quando se olham nos olhos as crianças,

quando se visita no leito o amor convalescente.

É bom ser flor, criança, ou ser doente.

Tudo são terras donde brotam esperanças,

pétalas, tranças,

a porta do hospital aberta à nossa frente.


Desde que nasci que todos me enganam,

em casa, na rua, na escola, no emprego, na igreja, no quartel,

com fogos de artifício e fatias de pão besuntadas com mel.

E o mais grave é que não me enganam com erros nem com falsidades

mas com profundas, autênticas verdades.


E é tudo tão simples quando se rola a flor entre os dedos!

Os estadistas não sabem,

mas nós, os das flores, para quem os caminhos do sonho não guardam segredos,

sabemos isso e todas as coisas mais que nos livros não cabem.


.
António Gedeão,in Linhas de Força, 1967

.
(vou ali e já venho - boa semana)
.
Spring is here, Bill Evans Trio

38 comentários:

Licínia Quitério disse...

Vai e volta, com uma flor nova no coração.

Beijo.

Licínia Quitério disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Teresa Durães disse...

seremos sempre o caminho

Rosa dos Ventos disse...

E eu que gosto tanto de Gedeão, não me lembro nada deste poema...
Agradecida pela lembrança!
Boa semana.

Abraço

nuno leite disse...

Para dizer que sim, falamos das flores...
Uma flor para ti, com parabens escritos por petalas.

Maria disse...

Vai e descansa. Ou cansa os olhos na lagoa que vais ter em frente...
Um beijo e um cravo para ti, hoje!

Nuno Veras disse...

Adoro flores... :)

Grande António Gedeão...

Boa Semana!

Benó disse...

Que bonito está o narciso por cima do telhado. Tiveste uma boa ideia em fotografá-lo daquela perpectiva. Ficou óptimo.
Volta quando puderes.
Avisa quando chegares.
Espero-te.

Fernando Samuel disse...

Ó se sabemos!...


um beijo.

Paula Raposo disse...

António Gedeão e a evidência pura...Muitos beijos para ti.

Duarte disse...

A vida em si é um engano. Agarro-me à vida!

As flores não enganam e mostram-nos o esplendor e o crepúsculo das estações. Adoro as flores, como bem sabes: esta, preciosa, assim como a fotografia, até me é familiar...

Um grande poema, dum dos grandes das letras nossas.

Beijinhos para TI

Violeta disse...

Justine
mas que coisa mais linda...
volta logo.
bjs

samuel disse...

"nós, os das flores"... é muito bom!

Tinta Azul disse...

Há caminhos por onde vale a pena ir...
Lindas as tuas flores e as palavras de A Gedeão que tão bem as acompanham.

BJS

M.j.jara disse...

Um dos meus poetas preferidos secundado por uma foto com um dos temas meus preferidos: flores. Bjs

anamar disse...

Além do belo poema ,tem um jardim, com lirios... onde os gatos brincam....
Boa semana...

Gárgola disse...

Espero que voltes rápido: que as gotas de orvalho na flor do sonho ainda estejam frescas e brilhantes como na tua foto.
Obrigada por apresentar-me este outro Poeta que pelo que leio é dos grandes (tanta coisa por conhecer e aprender...)!

Um beijo

Lúcia disse...

E é tão doce ver a Primavera chegar e pintar os campos:)

utopia das palavras disse...

Basta ser e sentir como uma flor...!

É bom ler Gedeão!!!!!!!!!!e apreciar as tuas belas fotos!

Beijinho

Carla disse...

certo estava António Gedeão
gostei de ler
beijos

QUIM disse...

Lindas as tuas flores!

E com Bill Evans ainda mais bonitas!

QUIM

Fa menor disse...

Vamos admirando a beleza das flores que isso nos alegra sempre!
E estas são liindas!


Beijinhos

mdsol disse...

Vai sim, mas volta sempreeeeeeeeee

:)))

~pi disse...

creio que as tuas raízes são

fortes e belas,

creio que são capazes de mais que um poema,

seja de quem for,



até já



beijo




~

Alien8 disse...

Justine,

As fotos não são amargas, de maneira nenhuma. São mesmo maravilhosas.

O poema do Gedeão é que já traz um travo de amargura às flores.

Boa viagem!

Juani disse...

que vuelvas pronto, feliz dia del padre, la flor preciosa
saluditos

Finúrias disse...

Gostei particularmente:

"sabemos isso e todas as coisas mais que nos livros não cabem"

poetaeusou . . . disse...

*
a justa Justine,
justiçando o Dr. Rómulo,
enaltecendo a Flor,
de cores Violáceas
de preferência (minha)
,
bom descanso,
,
conchinhas,
,
*

tinta permanente disse...

Ficam os lírios no campo, à espera.
Na memória a poesia de Gedeão.
Na rua, os cães vão ladrando à caravana...

abraços!

mena m. disse...

Lindo este teu narciso, arauto da primavera!

Excelente porma, que me deste a conhecer!

Enquanto vais e voltas, não está o caminho sem ti...
Cá te espero!

Beijinho

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Justine, belas fotos de lindas flores...belo poema...Espctacular....
Beijos

Nocturna disse...

Cara Justine,
É bom saber que existe uma pessoa com a sua sensibilidade, que a faz reparar nas beleza das flores e generosamente ,partilhar essas observações
Vá então, passear e venha de lá com muitos narcisos na Alma.
Os Narcisos para além de nos mostrarem a sua beleza, podem ensinar-nos a gostar um pouco mais de nós próprios.
Belo poema de António Gedeão, obrigada por tê-lo recordado e partilhado connosco.
Um abraço
Nocturna

M. disse...

Poema fabuloso.

vaandando disse...

Bem bonito, bem...
A música também !

cordialmente

____________ JRMARTO

Arabica disse...

"Ouvi dizer" Justine, que entretanto, celebraste mais um aniversário. :)Junta-te a mim :)também. Parabéns! Com todas as flores que ajudem a perceber o que não vem em nenhum livro. Como o amor e a esperança.

Um beijo

bettips disse...

Por sabermos, os das flores, às vezes unimos os pensamentos. E a flor é como um sol da casa, pintada ou no jardim.
Bjinho

jawaa disse...

Uma artista fotógrafa!
Lindo jacinto (?)!

joão marinheiro disse...

Da poesia de Gedeão já se disseram todas as palavras, quase todas. Da flor gosto do seu cheiro intenso e primaveril a recordar a infancia...
Abraço de mar...